Menino de 2 anos morre afogado em ‘tanquinho’

O delegado Valdir Alves, que acompanhou o caso, abriu inquérito
TRISTEZA — Curiosos começam a chegar na casa onde o garoto morreu afogad
TRISTEZA — Curiosos começam a chegar na casa onde o garoto morreu afogad

Uma criança de 2 anos e 10 meses morreu na manhã de ontem após um possível acidente doméstico, no Jardim Planalto em Santa Cruz do Rio Pardo. A tragédia foi registrada pela Polícia Militar e será investigada pela Polícia Civil do município. Jaimerson Júnior, 2, foi encontrado afogado num tanquinho de lavar roupas.
O caso, que chocou o bairro, aconteceu no final da manhã. Parentes disseram que estavam à procura do garoto, que teria desaparecido. A Polícia Militar foi acionada por vizinhos, moradores da rua Francisco Cursino dos Santos.
Segundo a avó do menino, ele teria desaparecido e fazia algum tempo que a família e vizinhos estavam procurando Jaimerson, sem sucesso.
Os policiais entraram na residência para fazer buscas e se depararam com uma tragédia. O corpo do pequeno Jaimerson Cardoso Dias Junior, 2, estava caído dentro de um tanquinho de lavar roupas, parcialmente coberto por água, espuma e roupas.
Os paramédicos do Samu — Serviço de Atendimento Médico de Urgência — e o Corpo de Bombeiros foram acionados rapidamente, mas o menino já estava morto.
Dezenas de populares se aglomeraram nas proximidades da casa, para acompanhar os trabalhos das polícias Civil e Militar. Uma equipe técnica de Ourinhos também esteve pelo local para colher detalhes que ajudem a elucidar como aconteceu o acidente. A perícia foi acompanhada pelo delegado Valdir Alves de Oliveira e pelo invetigador Eugênio Caetano.

Criança se afogou no tanquinho
Criança se afogou no tanquinho

Segundo a polícia, ao lado do tanquinho foi encontrado um banco, provavelmente utilizado pela criança para subir e brincar com a água. “Suspeitamos que ele tenha se descontrolado e caído dentro do tanquinho, que estava ligado na hora, lavando roupas”, disse o delegado Valdir.
A Polícia Civil de Santa Cruz do Rio Pardo ouviu o depoimento da mãe e da avó da criança na tarde deste sábado e instaurou inquérito para apurar o caso. “Vamos registrar como morte suspeita, pois ainda não temos certeza do que pode ter causado esta tragédia”, disse o delegado. Ele afirmou não descartar a possibilidade dos responsáveis pelo garoto responderem a processo por negligência.
O corpo de Jaimerson Junior foi levado para o IML de Ourinhos, onde passou por exames necroscópicos. Ele está sendo velado em Santa Cruz do Rio Pardo.
Jaimerson Cardoso Dias Junior estudava na escola infantil “Antonio Manfrin”. O menino morava com a mãe Mariane Cristina e com a avó, Susinei Sueli Lopes.

Sobre Sergio Fleury 767 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate