Vereador encontra função para painel

MULTIMÍDIA — Cristiano Neves usou painel para exibir fotografias

Um enorme painel eletrônico que fica na parede atrás das bancadas dos vereadores foi instalado há três anos e custou cerca de R$ 150 mil. Era um dispositivo para controlar as sessões, aparecendo na tela os votos de cada vereador em determinado projeto. A geringonça, porém, durou apenas poucos meses e foi desativado.
O ex-presidente da Câmara Roberto Mariano Marsola (PTB) ainda tentou negociar com uma empresa a atualização dos softwares para reativar o equipamento. Como o custo era alto, Marsola desistiu e o painel ficou apagado durante meses.
Agora, numa ideia criativa, o vereador Cristiano Neves (PRB) encontrou uma alternativa para o uso da tela. Na sessão de segunda-feira, 20, Cristiano exibiu fotografias no painel enquanto discursava na tribuna. “Eu observava que o telão não era utilizado e tive a ideia de usá-lo para exibir imagens do assunto em pauta naquele momento”, disse.
Ele lembrou que o público pode simultaneamente acompanhar o pronunciamento do vereador e verificar fotografias sobre o assunto. Na segunda-feira, por exemplo, Cristiano pediu reparos na praça do Jardim Santana, que está danificada por ação de vândalos. Enquanto discursava, a assessoria da Câmara exibia as imagens do local.
O impacto certamente é maior e Cristiano praticamente comemora a ideia. “É que este painel, que tanta polêmica criou por causa do dinheiro desperdiçado, agora volta a funcionar de forma interativa”, disse.
O único problema é “sintonizar” as imagens com o discurso, o que é feito pelas assessoras da Câmara que controlam os microfones e, agora, o painel.

Sobre Sergio Fleury 767 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate