Programação cultural alcançou 40 mil telespectadores na região

O grupo “Teatro de Tábuas” levou cultura para cidades da região

Com o início das férias escolares, após três meses de circulação, os projetos “Contação de Histórias” e “Estradafora” encerraram suas apresentações contabilizando 40 mil espectadores. Realizados pela ONG “Teatro de Tábuas”, com patrocínio da Rio Paranapanema Energia, via Lei Rouanet, eles visitaram municípios paulistas e paranaenses da Bacia do Paranapanema atendendo prioritariamente estudantes da rede pública.
As cidades contempladas são vizinhas das hidrelétricas operadas pela Rio Paranapanema Energia – uma subsidiária do Grupo CTG no Brasil. De acordo com a companhia, os patrocínios são mais uma forma de contribuir com essas comunidades, favorecendo o acesso dos moradores à cultura e ao lazer. “Promovemos nossas ações de forma cada vez mais significativa e coordenada para o desenvolvimento social, ambiental e econômico, de modo a deixar uma contribuição positiva para as comunidades onde atuamos”, explicou Salete da Hora, gerente de Comunicação da CTG Brasil.
Escolas municipais de 30 cidades receberam 118 sessões do projeto “Contação de Histórias”, com a participação de mais de 14 mil crianças de 3 a 10 anos. “A menina e o pássaro encantado” e “Como nasceu a alegria” foram as obras selecionadas para apresentar ao público infantil o universo do autor, educador e filósofo Rubem Alves. Complementando essas ações, houve workshops para 567 professores de 19 cidades. O objetivo foi abordar o processo criativo e as técnicas de contar histórias, para estimular o seu uso no cotidiano escolar.
Já o projeto “Estradafora” proporcionou 253 sessões de cinema e teatro gratuitas em 25 cidades, alcançando mais de 25 mil espectadores. Por meio de parceria com as secretarias municipais de Educação, foram atendidos estudantes das escolas públicas. Porém, sempre que houve ingressos excedentes, eles foram disponibilizados gratuitamente à comunidade. O projeto levou sua sala inflável de teatro e cinema, com 140 lugares, e cada cidade pode montar a própria programação a partir de um menu de filmes disponibilizado, além da peça teatral “Correntes”, uma montagem do Teatro de Tábuas.
“Ficamos satisfeitos com a receptividades dos municípios e o expressivo público alcançado por ambos os projetos. Foi uma parceria muito positiva”, avalia a gerente de Comunicação.

Sobre Sergio Fleury 1314 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate