‘Frio pra cachorro!’

‘GRIFE’ — Na moda fashion canina, alguns fabricantes imitam nomes famosos de grifes esportivas; Thaís recomenda uso de roupas no inverno

Roupas para animais viram atração nas
lojas especializadas e já existe até moda fashion

Thaís mostra modelo de macacão para cães de ambos os sexos
Thaís mostra modelo de macacão para cães de ambos os sexos

Sérgio Fleury Moraes
Da Reportagem Local

Vestir o animal no inverno está na moda. Já existem marcas especializadas em roupas para os “pets” e as lojas oferecem modelos cada vez mais variados. O problema é acostumar o animal com o acessório. Quando o dono consegue, o bichinho começa a dar sinais quando está com frio. Gatos, entretanto, são mais difíceis de se acostumarem com roupas, já que têm o hábito de lamber o pelo. Além disso, pode ser perigoso porque o gato gosta de pular muros e o tecido pode enroscar. Em Santa Cruz do Rio Pardo, a loja “Espaço Pet”, que fica na avenida Tiradentes, comercializa tudo para animais — gatos, cachorros, pássaros e até coelhos — desde o final do ano passado, inclusive com acompanhamento veterinário, e nos últimos meses tem uma seção própria de roupas.
A veterinária Thaís de Oliveira Cardoso Pegorer conta que o animal também sente os efeitos das baixas temperaturas. “Na maioria dos casos agasalhar o cachorro é aconselhável, a não ser no caso do animal possuir pelos muito longos, já que ele é protegido e as roupas prejudicam”, disse.
Thaís admite que o problema é acostumar o animal. Há dias, por exemplo, uma cliente da loja levou seus dois cachorros para experimentar roupas. Ela estava com um deles no colo enquanto o outro recebia a roupa, que durou apenas poucos minutos. “Ele a rasgou todinha”, contou a veterinária. É preciso, portanto, paciência.
Segundo Thaís, o segredo é acostumar o animal desde pequeno. “Mesmo que ele fique incomodado, é preciso deixá-lo com a roupinha. Muitos ficam parados, sem se movimentar até que alguém retire a roupa. Na verdade, os animais adultos são mais difíceis de aceitar uma vestimenta”, disse.
O frio, segundo a veterinária, pode provocar doenças nos cachorros. “Geralmente eles dormem para fora, no relento. O resfriado, por exemplo, é um dos males”, explicou. O animal que permanece muito tempo exposto a baixa temperatura, pode, inclusive, morrer.
Há casos em que o cachorro tem alergia a algum tipo de tecido, problema que deve ser avaliado pelo veterinário.
Quando o animal se acostuma, ele chega a pedir para o dono colocar a roupa. “Alguns se aproximam do dono quando a temperatura cai e chegam a puxar a roupinha para demonstrar sua vontade”, explicou Thaís. “Meu cachorro, por exemplo, tem o hábito de latir e puxar a roupa”, contou.

“MODELITOS’ — Há diversidades de modelos para os cachorrinhos, machos ou fêmeas
“MODELITOS’ — Há diversidades de modelos para os cachorrinhos, machos ou fêmeas

Tendências da moda “canina”

Já se foi o tempo em que a coleira era o único acessório de luxo para o animal. Hoje, a moda de roupas para cachorros tem até tendências fashion, que mudam de acordo com a estação. Afinal, o animal que se acostuma com algum tipo de roupa, pode usá-la até mesmo no verão.
Existem modelos transados para cachorro. É o caso de macacões que protegem apenas as patas traseiras. Para as fêmeas, há vestidinhos enfeitados e coloridos. Já os machos podem ser vestidos a rigor, inclusive com gravatas. Os preços variam, desde R$ 12 a R$ 60. Os tecidos também são diversificados.
Mas engana-se que somente os cães podem usar roupas. Há duas semanas, Thaís disse que “produziu” um coelho, que uma cliente trouxe numa coleira. “Ficou o máximo”, garantiu.

* Colaborou Toko Degaspari

Sobre Sergio Fleury 1128 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate