Governo muda ‘Comunicação’ e dono de jornal vira secretário

DESAFIO — Renan Alves tem a tarefa de melhorar a comunicação entre o governo e órgãos de imprensa da cidade

Prefeito Otacílio Parras (PSB) ensaia aproximação
com a imprensa ao mudar secretaria de Comunicação

Nathália Scarme Simão deverá ser exonerada nos próximos dias
Nathália Scarme Simão deverá ser exonerada nos próximos dias

Empresário do ramo de marketing e promoções, o dono do jornal quinzenal “Atual”, Renan Alves, 21, vai assumir nos próximos dias a secretaria de Comunicação Social do prefeito Otacílio Parras Assis (PSB). Ele foi convidado no início da semana passada e aceitou a indicação na quinta-feira, 28. Renan vai substituir a servidora pública Nathália Scarme Simão, que deve retomar ao cargo de diretora de gabinete da prefeitura de Santa Cruz do Rio Pardo.
É a quarta mudança no setor desde o início do atual governo. Segundo revelou o prefeito, a sugestão partiu da própria mulher, a primeira-dama Eliana Evaristo Assis. Um vazamento do convite antecipou o anúncio do novo secretário.
Renan disse que o prefeito precisava de alguém para “melhorar sua relação com a mídia”, já que o próprio Otacílio admitiu ao empresário que é “nervoso e agitado” e, portanto, tem dificuldades neste tipo de relacionamento. Em agosto, após tentar desmentir cinco veículos de comunicação por um fato que era verdadeiro, Otacílio se tornou o primeiro prefeito da história de Santa Cruz do Rio Pardo a receber uma moção de “repúdio”, onde a liberdade de imprensa foi defendida ante declarações do chefe do Executivo. O próprio Renan Alves foi um dos signatários do documento.
No novo cargo, Renan vai tentar retomar o problema crônico do atual governo: a falta de informação. Há várias semanas órgãos de imprensa independentes, inclusive o DEBATE, não obtêm mais nenhuma informação da prefeitura.
A nomeação de um profissional da imprensa causou surpresa e comentários nos bastidores da política de Santa Cruz. Para setores da oposição, Otacílio está tentando “cooptar” parte da imprensa com cargos e publicidade. Na mesma semana, por exemplo, o prefeito estava negociando contratos publicitários com veículos de comunicação. Atualmente, somente as emissoras de rádio Difusora AM e Band FM têm contratos com a prefeitura — exatamente aquelas onde Otacílio encontra os microfones à disposição todas as semanas.

Novos rumos

Renan Alves nega qualquer tipo de vinculação entre seu jornal e o cargo de secretário. Informalmente, ele já antecipou que vai deixar de publicar notícias ou fazer comentários políticos em seu quinzenário.
Mas quem deu a tônica do novo rumo editorial do jornal “Atual” foi o próprio prefeito Otacílio Parras em entrevistas às rádios Band e Difusora. “Ele concordou com as condições. Se o jornal quiser publicar que um prédio da prefeitura está caindo, pode. Mas matéria sobre a construção de algum novo prédio não pode”, disse o prefeito na Band. “Matérias elogiando o prefeito ou obras do governo não podem mais”, disse.
Otacílio também ressaltou que, a partir de agora, estão proibidas propagandas da prefeitura no jornal de Renan Alves. Segundo ele, um profissional de marketing na secretaria de Comunicação Social — que elogiou como “jovem e dinâmico” — não vai significar aumento de gastos. “Ao contrário, vamos reduzir o custo da secretaria”, disse Otacílio. O salário do secretário é R$ 7,4 mil mensais.
O prefeito também revelou que Renan não era a primeira opção para ocupar a secretaria de Comunicação. Ele convidou primeiramente o radialista Roger Garcia, da Difusora AM, emissora que recentemente foi contemplada pela prefeitura com a cessão de uma área pública para instalação de uma antena FM. A Difusora já ocupa um terreno doado pelo município na vila Madre Carmem, que será devolvido.

Sobre Sergio Fleury 1584 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate