Câmara vai reduzir a outorga de títulos

O empresário João Newton, o “Cesinha”, durante o momento da entrega do título de cidadão

Objetivo é limitar concessões a partir do próximo ano

Antonio Ramão também foi homenageado na noite de quinta-feira
Antonio Ramão também foi homenageado na noite de quinta-feira

Os vereadores começam a discutir nesta segunda-feira, durante uma das últimas sessões da Câmara de 2017, a possibilidade de limitar a outorga de títulos de cidadãos. A medida será analisada quatro dias após os vereadores entregarem dois títulos a empresários de Santa Cruz do Rio Pardo, evento que aconteceu na última quinta-feira.
Os vereadores acreditam que as homenagens devem serem mais restritas. A possibilidade é cada vereador ter direito a uma indicação de homenagem por ano, totalizando quatro durante todo o mandato.
A mudança deverá acontecer com uma emenda à legislação municipal.
Na quinta-feira, portanto, dois empresários receberam o título de cidadão provavelmente numa das últimas homenagens antes da mudança interna na legislação.
Um dos homenageados foi João Newton César Filho, proprietário da empresa Service, que foi a pioneira em Santa Cruz do Rio Pardo nos serviços de monitoramento por câmeras de segurança. É a Service quem monitora, por exemplo, todos os prédios públicos da prefeitura.
Recentemente, o sucesso do sistema chamou a atenção de outros municípios e a Service já opera em Ourinhos, onde igualmente monitora os prédios públicos. O autor da homenagem a Newton foi o vereador Cristiano Neves (PRB).
O outro homenageado na noite de quinta-feira foi o empresário Antônio Campelo Ramão, que dirige a metalúrgica Pantanal. Segundo o autor do projeto, vereador Joel de Araújo (PRB), Ramão teve origem humilde e, inclusive, chegou a vender pastéis. Hoje, a Pantanal emprega mais de 32 funcionários.

Sobre Sergio Fleury 1671 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate