Ipaussu tem o ‘Carnaval de Rua’

Ruas no entorno da praça Dr.Raphael de Souza foram enfeitadas de acordo com o clima de Carnaval

Proposta da secretaria de Cultura é resgatar
na rua as tradições carnavalescas da cidade

Seguindo a tradição regional de incentivar o Carnaval de rua, a prefeitura de Ipaussu está promovendo o resgate da tradição carnavalesca da cidade através de um evento na praça Raphael de Souza, no centro da cidade. A festa começou na noite de ontem e prevê até premiação a blocos e para crianças foliãs durante as matinês.
Segundo a secretária de Cultura Elaine Nicolau, no ano passado a prefeitura promoveu uma matinê que teve excelente aceitação. “Com o sucesso, o prefeito Sérgio Guidio resolveu revitalizar o Carnaval de rua de Ipaussu, que já foi muito forte”, afirmou. Antigamente, segundo ela, a cidade acompanhava desfiles de escolas de samba.
Neste ano, serão três noites de desfiles e muita folia na praça central e trechos da rua Washington Luiz, que ficou enfeitada para os foliões. A festa noturna começou ontem e vai até a noite de segunda-feira, a partir das 20h. As matinês infantis serão promovidas hoje à tarde e no feriado de terça-feira, 13, com a distribuição de pipoca e algodão-doce.
“Acho que o pessoal está muito animado, pois as inscrições estão aceleradas”, contou Elaine. As premiações no desfile vão contemplar os blocos mais numerosos, os mais criativos e mais animados. “Tem bloco de até 100 pessoas”, contou a secretária.
Para quem não gosta do Carnaval, a opção é o camping municipal de Ipaussu, que vai funcionar em todo o período.

Bonecos gigantes lembram Nelby e Dona Jozefa

Homenagens

O “Carnaval de Rua” também resgata a tradição de homenagear personalidades durante os desfiles. Neste ano, os escolhidos foram o ex-vereador Nelvy José Siqueira, que morreu há três anos, e “Dona Jozefa”, falecida há aproximadamente uma década.
Nelvy foi músico e um dos grandes incentivadores do Carnaval de Ipaussu. Aliás, ele tocava nos eventos carnavalescos.
“Dona Jozefa” era da velha guarda do Carnaval de Ipaussu. Segundo moradores, ela organizava as antigas escolas de samba que todo ano arrastavam multidões pelas ruas centrais de Ipaussu.
A secretaria de Cultura vai levar para a praça Raphael de Souza dois bonecos “gigantes” simbolizando Nelvy e Jozefa, bem ao estilo propagado para o Brasil pelo Carnaval tradicional de Olinda.

Sobre Sergio Fleury 1988 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate