Estudante sequestrado por dívida do cunhado é libertado pela polícia

ENCONTRADO — O carro dos criminosos foi abordado numa rodovia na região de Marília

Jovem ficou sem poder de um grupo de sequestradores
enquanto o ex-cunhado negociava pagamento de dívida

Uma dívida da compra de um carro provocou tensão na última quinta-feira, 8, quando um jovem universitário de Santa Cruz do Rio Pardo foi levado de sua casa, no Jardim Santanna, por criminosos. Ele ficou em poder do grupo por aproximadamente cinco horas, até ser libertado pela Polícia Militar, que montou um esquema para abordar o veículo na região de Marilia. O jovem não ficou ferido.
O estudante de 22 anos, cujo nome não foi revelado, foi rendido por três homens em frente de sua residência, na rua João Palma Vilas Boas, no Jardim Santanna em Santa Cruz do Rio Pardo. Os criminosos, na verdade, queriam informações sobre o ex-cunhado do estudante, identificado apenas como Cláudio. Na abordagem, ele e a irmã garantiram aos suspeitos que desconheciam o paradeiro do ex-cunhado, já que o casal havia se separado.
Mesmo assim, os bandidos imobilizaram o estudante e fizeram o rapaz entrar em um veículo Toyota Corolla com placas de Carapicuíba-SP. Em seguida, tomaram sentido ignorado.
A família do rapaz acionou imediatamente a Polícia Militar. Eles contaram que os criminosos teriam dito que só iriam entregar o jovem quando ‘Claudio’ fizesse o pagamento de uma dívida.
Quase cinco horas após ter sido levado pelos bandidos, durante um trabalho de investigação e buscas da Polícia Militar de Santa Cruz do Rio Pardo, o homem identificado como “Cláudio” foi localizado. Ele contou aos policiais que teria comprado um carro na capital paulista e não havia feito o pagamento. “Eles querem o dinheiro e disseram que, se eu informasse a polícia, nunca mais iria ver meu cunhado”, relatou.
Cláudio acabou confessando que estava em contato com os sequestradores, negociando o pagamento da dívida em troca da libertação do cunhado. Os criminosos teriam marcado um local de encontro para fazer a troca da vítima pelo dinheiro, numa rodovia próxima a cidade de Garça-SP.
Imediatamente os policiais de Santa Cruz do Rio Pardo seguiram em direção à região de Marília, onde foi montado um cerco policial na rodovia Comandante João Ribeiro de Barros. Próximo a Garça, os criminosos foram surpreendidos. O Corolla foi abordado e a vítima, libertada.
O trio — identificado apenas pelos nomes de Jair, Murilo e Altair, moradores na região metropolitana de São Paulo — recebeu voz de prisão em flagrante. Eles foram presos e transferidos para a cadeia pública de São Pedro do Turvo, onde deverão aguardar julgamento por sequestro e cárcere privado.



 

Sobre Sergio Fleury 1988 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate