Nutricionista ‘inventa’ gel especial para atletas

Lívia Salles desenvolveu a fórmula do suplemento alimentar que é apresentada em sachês com gel concentrado

Lívia Salles, que tem consultório em S. Cruz
na “Be4You”, criou um sachê concentrado

Gel é formulado em sachês

Sérgio Fleury Moraes
Da Reportagem Local

Um gel especial para consumo de atletas durante as práticas esportivas foi desenvolvido pela nutricionista Lívia Salles, 26, formada pela PUC de Maringá e pós-graduada em Nutrição Esportiva e Química, além de pós-graduanda em Nutrição Esportiva Funcional, em São Paulo. Há anos, Lívia mantém estudos principalmente sobre atletas de “endurance” — corrida, natação, ciclismo e até crossfit. Foi da necessidade de suprir estes esportistas em plena atividade que surgiu a ideia do gel.
Livia está em Santa Cruz do Rio Pardo já há algum tempo, onde mantém consultório no “Be4 You”, na avenida Clementino Gonçalves. Desde cedo, a nutricionista percebeu que a cidade possui um grande número de atletas, desde profissionais até aqueles que praticam alguma atividade duas ou três vezes por semana, mesmo uma simples caminhada. “É preciso se preocupar mais com a alimentação. Afinal, em qualquer atividade física, a alimentação é extremamente importante porque vai gerar energia para o atleta”, explicou.
Lívia ressalta que a nutrição esportiva deve ser diferente das demais, já que é o aporte nutricional que proporciona a suplementação necessária. “É o profissional que vai analisar a suplementação numa situação onde o alimento não está completando a necessidade nutricional diária”, disse.

Gel concentrado

Com esta necessidade na mente, Lívia Salles estudou o desenvolvimento de uma bebida que pudesse suplementar o atleta exatamente durante os treinamentos. O alvo inicial eram pessoas que estavam dispostas a começar a correr. Surgiu, então, o gel que pode começar a ser fabricado em escala industrial, segundo planos que Lívia admite.
No início, havia um problema com a bebida líquida — que contém dois tipos de carboidratos e sal, num total de 200ml. É que inicialmente o produto foi desenvolvido em saquinhos, mas uma paciente de Lívia alertou que iria participar de uma maratona de 40 quilômetros. “Ela me informou que não havia condições de carregar o saquinho. Concentrar a fórmula numa cápsula também era inviável, pois o processo de digestão para liberação do carboidrato é mais lento”, contou.
Surgiu, então, graças a uma parceria da nutricionista com uma farmácia, um gel para consumo dos atletas. “Ele é muito mais concentrado e possui 15g de carboidratos e as porções exatas de todos os outros componentes”, disse.
A mesma fórmula em líquido significaria 500ml separadas em saquinhos, já que a suplementação deve ser feita a cada 40 ou 60 minutos. “Com o gel, o atleta consegue levar quatro sachês que dá o aporte exato para a atividade”, disse Lívia. Segundo ela, há outros produtos similares no mercado, mas são industrializados e contêm adição de aromas artificiais e corantes, o que pode comprometer a qualidade.
Lívia Salles tem planos para fabricar sachês do gel especial para atletas em série. Hoje, o produto é manipulado em farmácias com a adequada prescrição da nutricionista para cada atleta. No entanto, o problema são os custos, por exemplo, para patentear a fórmula. “Quem sabe um dia”, diz.
Segundo a nutricionista, a fórmula foi planejada até mesmo sob o ponto de vista do desconforto gástrico durante o exercício. “O sabor é praticamente neutro e o corredor não terá nenhum problema na ingestão”, explicou.


A nutricionista Lívia, em seu consultório em Santa Cruz do Rio Pardo

‘O gel acabou
com as dores’

A fórmula do gel em sachê começou a ser manipulada há apenas um mês, mas os relatos de atletas sobre os benefícios são impressionantes. Um deles é o ourinhense Everaldo Turcato, 44, praticante de ciclismo desde 1993, quando, inclusive, disputou cinco Jogos Regionais por Ourinhos. Ele não tinha acompanhamento nutricional, mas imaginava que o rendimento era adequado.
Turcato deixou de pedalar em 2006, mas cinco anos depois, a paixão voltou a pulsar. Em 2017, começou a fazer acompanhamento com a nutricionista Lívia Salles. “A princípio foi uma reeducação alimentar, mas os resultados foram tão bons que aplicamos no esporte”, contou.
Hoje, Turcato reconhece que o acompanhamento nutricional é indispensável no esporte. “Com certeza, meus resultados anteriores seriam outros”, diz. O atleta perdeu nove quilos, ganhou condicionamento e conheceu o gel. “Eu tinha muitas dores nas pernas, mas, sob orientação da Lívia e o uso do gel, elas desapareceram. Vou ser sincero: no início não acreditava no trabalho dela, mas hoje eu recomendo. É outra qualidade de vida”, afirmou.

* Colaborou Toko Degaspari

Sobre Sergio Fleury 4567 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate