Ciclista é atropelado e sofre ferimentos graves

Equipe de resgate da Cart presta atendimento ao ciclista

Um ciclista ficou gravemente ferido na tarde de segunda-feira, 4, na rodovia Orlando Quagliato (SP-327), em Santa Cruz do Rio Pardo. Ele conduzia uma bicicleta motorizada e estava no acostamento, mas teve deixá-lo devido a obras da Cart (Concessionária Auto Raposo Tavares) de recapeamento. Seu nome não foi divulgado.
Em função das obras, havia apenas uma pista liberada para o tráfego de veículos. Segundo uma testemunha, o acostamento não estava disponível. “Não tinha por onde ele passar”, disse.
Sem opções, o ciclista — que trabalha em um posto da SP-327 — teve deixar o acostamento e passar para a pista à direita, que estava interditada e sem uma camada de asfalto devido ao recapeamento.
A ausência desta camada, usada para impermeabilizar a pista, deixa o asfalto instável. Por isso, ele acabou perdendo o equilíbrio e caiu no único trecho liberado para veículos, à esquerda. Ao cair, uma Chevrolet Montana, que passava justamente neste momento, o atropelou.
O ciclista ficou preso embaixo do veículo por quase 20 minutos e sofreu vários ferimentos graves. Por isso, teve de ser transportado às pressas para a Santa Casa de Misericórdia, em Santa Cruz do Rio Pardo. Com fraturas na face e em outras partes do corpo, ele deverá passar por uma cirurgia.
No bagageiro da bicicleta motorizada havia latas de cerveja e pinga. A polícia não informou sobre se o indivíduo estava embriagado.

Sobre Sergio Fleury 4568 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate