TJ condena Camarinha por repasses ao ‘MAC’

PUNIDO — O ex-deputado Camarinha, durante visita a Otacílio Parras

Caso semelhante já ocorreu em S. Cruz

O Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a condenação do ex-deputado e ex-prefeito de Marília, Abelardo Camarinha, por improbidade administrativa. Camarinha — que nasceu em Santa Cruz do Rio Pardo, onde o pai era dono de um cartório — teve os direitos políticos suspensos e deverá devolver R$ 130 mil aos cofres da prefeitura. Ele ainda pode recorrer a instâncias superiores de Brasília.
Quando prefeito de Marília, Abelardo teria autorizado o repasse de recursos públicos a uma tal “Associação de Incentivo ao Esporte”. No entanto, descobriu-se mais tarde que o dinheiro era transferido para o Marília Atlético Clube, time do futebol profissional, o que é proibido por lei.
Caso semelhante aconteceu em Santa Cruz do Rio Pardo, em que o então prefeito Adilson Mira (PSDB) autorizou repasses irregulares à Esportiva Santacruzense. O ex-prefeito foi condenado por improbidade a pagar uma multa civil, enquanto o time de futebol, além de recolher mais de R$ 300 mil aos cofres públicos, não pode mais receber benefícios do Poder Público. Sem recursos, o clube não pagou a dívida.

Sobre Sergio Fleury 4567 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate