Dengue avança e chega a 581 casos em Santa Cruz do Rio Pardo

Apesar do frio, mosquito da dengue ainda possui muitos focos em Santa Cruz

Diego Singolani
Da Reportagem Local

Santa Cruz atingiu a marca de 581 casos confirmados de dengue em 2019. Os dados foram divulgados pela secretaria de Saúde na sexta-feira, 5. O relatório anterior, do dia 1º de julho, apontava 559 casos. Os bairros mais afetados são o Centro, Santa Aureliana, Vila Oitenta e Chácara Peixe.
A secretaria de Saúde não informa mais o número de casos suspeitos. De acordo com o órgão, desde o dia 1º de maio, quando o laboratório do Estado suspendeu a realização de exames de sorologia, todos os pacientes que procuram as unidades de atendimento e apresentam dois ou mais sintomas da doença são automaticamente classificados como positivos e já passam a receber o tratamento. As notificações de dengue são contabilizadas pela data do surgimento dos primeiros sintomas no paciente. Segundo a secretaria de Saúde, até o momento não foi notificado nenhum caso do mês de julho.
A secretaria também divulgou um alerta à população sobre a importância de manter o combate ao mosquito da dengue durante o inverno. Devido as baixas temperaturas, grande parte das pessoas volta sua atenção para as doenças respiratórias e a gripe, se esquecendo que o aedes aegypti continua espalhando o vírus da dengue. De acordo com a secretaria, mesmo no frio, o mosquito desova cerca de 70 ovos em recipientes secos e que possam acumular água. Quando chove e as temperaturas atingem pelo menos 19º C, os ovos, que podem resistir por até dois anos, eclodem, mantendo ativo o ciclo de infecção da doença.

  • Publicado na edição impressa de 07/07/2019
Sobre Sergio Fleury 4581 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate