DICAS – Edição de 07/07/2019

Patente 1
Rei das ‘pataquadas’, o prefeito Otacílio Parras (PSB) disse na semana passada que usa todas as semanas os microfones da Difusora porque os demais órgãos de imprensa não lhe dão espaço. Na verdade, Otacílio gosta é de escolher quem o entrevista. Há meses, por exemplo, ele abandonou a rádio 104 FM ao saber que o diretor do DEBATE seria um dos seus entrevistadores. Não sem antes usar o microfone para dar um recado: “Vou me retirar porque ele me dá nojo e asco”. Na Difusora, é diferente. Otacílio é entrevistado pelo próprio assessor do governo, o radialista Roger Garcia.

Patente 2
Numa outra escorregada, esta com endereço certo, o prefeito disse que ninguém pode ser duas coisas ao mesmo tempo. “É a mesma coisa que você montar um jornal e depois querer ser radialista. Ou é jornalista ou é radialista”, disse, querendo ditar regras a tantos profissionais da imprensa brasileira que trabalham, ao mesmo tempo, em jornais, rádios e emissoras de televisão.

Frieza
Enquanto em diversas cidades do País ginásios e até estádios de futebol foram abertos para proteger moradores de rua do frio, a secretária de Assistência Social de Santa Cruz do Rio Pardo, Eliane Botelho, parece mais preocupada em produzir outdoors contra a doação de esmolas e cercar locais utilizados como abrigo, caso da quadra “Paulinho Beronha”, em frente ao supermercado São Sebastião. Na noite de ontem, os termômetros marcavam 5ºC em Santa Cruz, com sensação térmica de 3º. Nenhuma ação de emergência foi divulgada oficialmente pela prefeitura.

Pequeno poder
A bem da verdade, Eliane Botelho tem uma outra preocupação que lhe toma o tempo: massagear seu ego. Agora, além de proibir qualquer servidor de dar entrevistas, ela determinou que os perfis no facebook dos Cras sejam desativados. Uma página oficial foi criada para concentrar todas as informações sobre projetos. Aliás, é a única secretaria que possui um perfil gerido diretamente pelo núcleo do governo. Para quem ainda duvidava, até na internet o “baixo clero” está proibido de abrir o bico.

Quem paga?
A secretaria de Comunicação informou que nenhum servidor da repartição trabalha na produção de conteúdo para a página de propaganda pessoal do prefeito Otacílio Parras. É uma deslavada mentira, como já mostrou o jornal, quando o nome de um servidor, por descuido, surgiu durante uma postagem.

Monitoras na Câmara
Na segunda-feira, 1º, um grupo de monitoras acompanhou a votação de um projeto de reenquadramento salarial. Nos bastidores, porém, surgiu a informação de que a administração determinou às servidoras que não comparecessem à Câmara. Talvez por isso o grupo foi sensivelmente menor do que aquele de merendeiras que, no mês passado, protestou por melhorias que a categoria não recebe.


‘Coisas de Política’

Dúvida final

Naquela pequena cidade faleceu um velho político. Um daqueles que esteve, a vida inteira, envolvido em tudo que se ligasse à política. No velório, o padre do lugarejo ao encomendar o corpo, faz um longo discurso elogiando as grandezas do finado chefe político:
— Aqui está um exemplo de honestidade, um homem de mãos limpas e coração puro. Amigo dos pobres e dos desvalidos. Um ser humano que sempre se valeu da política para servir o próximo.
A viúva a esta altura, aproxima-se do seu filho e diz-lhe ao ouvido:
— Disfarça um pouco… E vai dar uma espiada bem de perto para ver se é o teu pai mesmo que está no caixão.

Sobre Sergio Fleury 4307 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate