Otacílio anuncia o que todos já sabiam: Diego é candidato

‘SURPRESA’ — Embora diga que recebeu a indicação com “surpresa”, Singolani já sabia que seria o candidato

Candidatos a prefeito e vice do governo
foram escolhidos pelo próprio Otacílio

Sérgio Fleury Moraes
Da Reportagem Local

O secretário de Saúde, Diego Henrique Singolani Costa, será o candidato a prefeito pelo grupo de Otacílio Parras (PSB). Na verdade, a cidade já sabia que Diego seria o escolhido, desde que o prefeito anunciou, em março, o vereador Edvaldo Godoy (DEM) para figurar na eleição de 2020 como candidato a vice-prefeito. O anúncio do nome de Diego Costa foi feito no final da tarde de terça-feira, 6, numa reunião no gabinete.
O prefeito tentou fazer suspense durante quase cinco meses sobre o nome do candidato à sua sucessão. Dizia apenas que seria “um secretário”. Na terça, convocou todos os secretários e os sete vereadores da base aliada para, a pretexto de discutir a crime econômica e o orçamento, anunciar o nome do candidato a prefeito.
O comunicado foi previamente preparado. No dia seguinte, de acordo com determinação do próprio Otacílio, já como candidatos do grupo, Diego Henrique Singolani e Edvaldo Godoy foram entrevistados pela Difusora. Em seguida, foi a vez de vereadores aliados saudarem os candidatos na emissora. Parras foi aos microfones na sexta, 9.
Otacílio agora deve intensificar inaugurações e eventos no município para aumentar a visibilidade do secretário da Saúde. Em outubro, por exemplo, o prefeito planeja a inauguração do “Centro de Saúde da Mulher”, evento em que a grande estrela será o virtual candidato do grupo para 2020.
Enfim, Otacílio atrasou muitas obras para que seus candidatos pudessem participar das inaugurações. É que, a partir de julho do próximo ano, o candidato que comparecer a uma inauguração terá seu registro cassado, segundo determina a legislação eleitoral.
Para Otacílio, a antecipação de uma candidatura a prefeito foi necessária porque, segundo ele, há candidatos da oposição que já estão nas ruas.

‘Surpresa’

Como num ‘script’ previamente acertado, Diego Henrique Singolani Costa disse que recebeu “com grata surpresa e muita firmeza de minha parte” o anúncio do prefeito de que ele será o candidato do grupo para disputar as eleições de 2020.
Diego lembrou que está “desvinculado de partidos” e nunca teve uma atuação política, o que pode ser benéfico numa eleição. Na verdade, ele era filiado ao PSOL, mas explicou que foi por um breve período, a pedido de um amigo do deputado Carlos Giannazi (PSOL).
O secretário de Saúde já deixou o partido e deve se filiar ao PL (ex-PR) do deputado Ricardo Madalena para cumprir uma etapa de “pacificação” do grupo político. É que em março, quando Otacílio anunciou Edvaldo Godoy como candidato a vice, não consultou o deputado, que, em resposta, sugeriu que o prefeito se portava como “coronel”. Em seguida, Madalena impôs ao prefeito Otacílio a presença de pelo menos um membro de sua legenda na chapa majoritária, sob pena do PL lançar um candidato próprio. Com Diego no PL, a calma volta a reinar no grupo.
Aos 31 anos, Diego Henrique Costa Singolani vai disputar sua primeira eleição — e já como candidato a prefeito. No entanto, caso vença as eleições dificilmente o atual secretário vai disputar a reeleição, já que o próprio Otacílio Parras avisou, na semana passada, que pretende voltar à prefeitura nas eleições de 2024. Na visão do prefeito, Diego é uma boa opção para “esquentar” a cadeira para o seu retorno.

  • Publicado na edição impressa de 11/08/2019
Sobre Sergio Fleury 4750 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate