Avenida no São João continua com alagamento

SITUAÇÃO — A avenida Rosa Nantes ficou totalmente alagada na tarde de segunda-feira, após as chuvas

Problema antigo no São João, avenida Rosa Nantes
voltou a ser inundada na segunda-feira após uma chuva

Vanderlei diz que drama é antigo

Bastou uma chuva um pouco mais forte para que um velho problema dos moradores do Jardim São João novamente acontecesse. A avenida Rosa Nantes, nas proximidades do CPP (Centro do Professorado Paulista) ficou totalmente inundada e pelo menos uma pista ficou intransitável. Para os moradores, o problema é antigo e sucessivos prefeitos prometem obras e não cumprem.
A mesma via também sofre com a falta de iluminação, mas a administração já implantou postes e estava aguardando a ligação definitiva da CPFL. Na semana passada, foram realizados os primeiros testes.
A inundação, entretanto, ainda parece sem solução. O morador Vanderlei Augusto de Araújo, 54, que trabalha como operador de injetor, mora no bairro há 20 anos. E pior: ele está praticamente na esquina da avenida. “Moro desde que as chaves foram entregues e sempre acontece isto. É só chover que inunda tudo”, reclamou.

Moradores reclamam há anos das inundações (foto: André H. Fleury)
Criança brinca na água suja

Vanderlei reconhece que a água e suja e pode provocar doenças, mas as crianças costumam brincar na lagoa formada no meio da avenida. “A gente tira foto e mostra na internet. Mas queremos providências”.
A filha dele, Marisa Regina, 28, já morou no bairro, mas costuma visitar o pai diariamente. “Sempre foi assim e todos os vizinhos reclamam”, disse.
Consultada, a secretaria de Obras do município disse, por intermédio da assessoria de imprensa, que já foram construídas duas galerias pluviais nos bairros Nabib Queiroz e Jardim Fátima, o que deve amenizar a vazão das águas da chuva.
No entanto, o governo sustenta que, na segunda-feira, uma das galerias estava entupida pelo acúmulo de lixo. “A prefeitura já foi ao local e realizou a limpeza”, diz a nota. A informação é que funcionários já chegaram a retirar até um sofá que foi descartado na galeria. A nota diz que, provavelmente, moradores de outros pontos do município estão realizando o descarte de lixo na avenida.
A administração lembra que um local frequente de inundações era o fim da Rosa Nantes, mas o problema já foi solucionado através de um acordo com um proprietário rural, que permitiu o lançamento das águas em sua fazenda.

  • Publicado na edição impressa de 08/09/2019
Sobre Sergio Fleury 4589 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate