Sobrinho atropela e mata mulher

NÃO RESISTIU — Sobrinho passou com as rodas sobre a barriga de Ana Paula

João Paulo Melo, o autor do crime, chegou a ir ao
enterro da vítima no outro dia para evitar suspeitas

Ana Paula Biancão, 37, morreu após ser atropelada pelo próprio sobrinho, João Paulo Melo, na manhã de domingo, 29, no bairro da Estação, em Santa Cruz do Rio Pardo.
Ela foi encontrada já desacordada, mas ainda com vida, por seu marido, que acionou o Corpo de Bombeiros em seguida.
Os socorristas encaminharam Ana Paula às pressas para a Santa Casa de Misericórdia, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu às 11h do mesmo dia.
A causa do acidente estava nebulosa até o meio da semana passada, quando a Polícia Civil concluiu, através de investigações, que a vítima foi morta pelo próprio sobrinho, João Paulo Melo. Os dois, aliás, estavam em uma festa momentos antes.
O autor do crime mora em Espírito Santo do Turvo e estava acompanhado de mais três pessoas no momento do atropelamento, todos num Fiat Palio. Ele fugiu sem prestar socorro.
No dia seguinte à morte da tia, João chegou a ir ao enterro da vítima para evitar suspeitas.
Em depoimento, ele afirmou que fugiu sem prestar socorro porque estava embriagado e, além disso, para evitar represálias. Na audiência de custódia, foi determinado que João Paulo responderá em liberdade. 

  • Publicado na edição impressa de 06/10/2019
Sobre Sergio Fleury 4727 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate