DICAS – Edição de 05/01/2020

Prazo curto
O secretário de Saúde Diego Singolani deve permanecer como administrador da Santa Casa, assim que a intervenção municipal for oficializada, durante cinco meses. É que no início de junho ele deverá obrigatoriamente se afastar para disputar as eleições de 2020, na chamada desincompatibilização. Assim, o prazo será curto para tentar sanear o hospital. Porém, ele diz que basta equilibrar as finanças e reestruturar a administração para que outro assuma a mesma função sem maiores problemas.

Prazo curto 2
Isto significa que Maurício Salemme Corrêa deverá ser mantido como interventor até o final do mandato de Otacílio, já que não será candidato. E nem pensa nisso. “Sou muito ruim de voto e nem os amigos votam em mim. Quem me conhece, tem esta certeza”, brincou Salemme na sexta-feira, 3.

Corrupção na Cohab
A mesma Cohab de Bauru que infernizou mutuários de Santa Cruz do Rio Pardo e, inclusive, retomou vários imóveis de inadimplentes, agora é caso de polícia. O Gaeco, órgão de combate ao crime organizado, desencadeou a “Operação João de Barro” para investigar desvio de dinheiro da companhia. Na casa do presidente da Cohab, Edson Gasparini Júnior, foram apreendidos mais de R$ 1,6 milhões em dinheiro. Em outros endereços, foram encontrados milhares de dólares, euros e libras. Ninguém ainda foi preso, mas Edson Gasparini Júnior pediu afastamento da Cohab de Bauru.

Entre sindicatos
O Sindicato dos Servidores Públicos de Santa Cruz do Rio Pardo, que defende os interesses dos funcionários da prefeitura, está reivindicando na Justiça o direito de representar os trabalhadores da Codesan. Antes, como empresa de economia mista, os trabalhadores da Codesan tinham outro sindicato. No entanto, agora virou uma autarquia e, por direito, o sindicato santa-cruzense também deve representar seus funcionários.

Retirados
Os obstáculos que há mais de um mês incomodavam pedestres na esquina das ruas Catarina Umezu e Coronel Emídio Piedade foram retirados na semana passada. Menos mal.

Depressivo?
O vice-prefeito Benedito Batista, o “Dito do Sindicato”, não demonstrou a mesma alegria ao assumir a prefeitura durante 15 dias nas novas férias de Otacílio Parras. Ele tinha planos de disputar a prefeitura, mas a verdade é que foi providencialmente “esquecido” pelo prefeito nos últimos meses. “Dito”, porém, sempre foi um dos mais fiéis escudeiros de Otacílio, mas nunca ganhou o reconhecimento que merecia.

Um mistério para as eleições
Com duas chapas completas anunciadas — Diego Singolani com Edvaldo Godoy e Murilo Sala com Maurício Cury —, imaginava-se que Luciano Severo seria o próximo a anunciar seu nome. O vereador, porém, faz mistério. Diz que há tempo de sobra para definir se será candidato.



‘Coisas de Política’

Gasto contido

Antes de mais uma sessão da Câmara, dois vereadores trocavam confidências a respeito dos seus colegas de bancada.
Um deles disse:
— Sabe o Paulinho do PTG? Pois ele é um “mão de vaca” de primeira. Não põe a mão no bolso por nada.
— Por que você diz isso?
— Bem, você sabe aquela confraternização que fizemos a semana passada? Pois bem… eu trouxe a bebida, você os salgados, o João trouxe o bolo, o Milton trouxe sorvete…
— Mas, e o Paulinho, não trouxe nada?
— Trouxe… Trouxe a mulher, sogra, os três filhos, um cunhado e… ainda por cima três vizinhos!!!
(Colaboração: Oldack Roder (S. Pedro do Turvo)

Sobre Sergio Fleury 5866 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate