DICAS – Edição de 12/01/2020

Dinheiro público
Definitivamente o prefeito Otacílio Parras (PSB) não parece preocupado com a ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público contra ele e a rádio Difusora, por irregularidades na distribuição de dinheiro público mediante publicidades. Ele autorizou a abertura de uma nova licitação, que será já no próximo dia 24, para outra farta publicidade radiofônica a ser paga pelos cofres do município. Desde que assumiu, é a primeira vez que o prefeito não renova o contrato com a Difusora, que vence no próximo dia 15 e poderia durar até cinco anos.

Dinheiro público 2
A medida, porém, pode ser vista como um reforço no caixa da Difusora. O pregão, publicado ontem no “Semanário Oficial”, possui características diferentes do anterior e até amplia os serviços, com a produção de spots publicitários. Isto significa que o orçamento pode ser maior. Hoje, a publicidade é feita pelos próprios radialistas, pois propaganda institucional não precisa de frescuras, já que apenas divulga informações de interesse público. Para muitos, a nova licitação é uma forma de encarecer o serviço e destinar mais dinheiro à emissora oficial da prefeitura.

Dinheiro público 3
O problema é que o prefeito pode estar ignorando o fato de 2020 ser um ano eleitoral. Assim, de acordo com a legislação, o município deve conter gastos com publicidade. Os contratos devem ter a média dos valores dos últimos anos.

Festa
A prefeitura de Santa Cruz do Rio Pardo vai gastar R$ 450 mil somente com os shows da “Festa do Peão de Boiadeiro” deste ano. O prefeito Otacílio autorizou os cofres públicos a bancarem as apresentações de Maiara e Maraísa — R$ 150 mil por um único show — e do cantor Wesley Safadão, que vai custar R$ 300 mil.

Mistério
O fato do vereador Luciano Severo ainda não ter decidido se vai mesmo concorrer às eleições de outubro como candidato a prefeito parece incomodar mais os adversários do que propriamente aqueles que apoiam o vereador do PRB. O problema é que o intrincado jogo político só será decifrado quando todas as candidaturas forem anunciadas. Caso Severo não dispute, o páreo estará entre Diego Singolani e o vereador Murilo Sala.

Ataques
Em Ipaussu, o prefeito Sérgio Guidio vem sofrendo ataques rasteiros pela internet, através de perfis falsos que espalham as chamadas “fake news”. É só uma amostra do que vem por aí em toda a região. Muito provavelmente teremos as eleições mais ofensivas da história.

Sujeira
Na entrada da ‘gleba esquecida’ da Chácara Peixe, abaixo da rodovida SP-225, há lixo acumulado que pode se transformar em criadouro do mosquito da dengue. A prefeitura não recolhe o entulho, mas os moradores também não cumprem seu papel.



‘Coisas de Política’

Trocando as letras

O prefeito daquele lugarejo estava muito empolgado com a ideia de incluir, no calendário de festas de sua cidade, a “Festa do Arroz”.
O município era conhecido na região pela atividade de inúmeras arrozeiras. Isto, por si só, já justificava o empenho em promover uma grande festa.
O prefeito chamou sua secretária que, como ele próprio, pouco dominava a ortografia da língua portuguesa, para que registrasse na agenda de trabalho o planejamento para a “Festa do Arroz”.
A mocinha, então, perguntou:
— Arroz é com ‘S’ ou com ‘Z’?
Veio, então, a resposta esclarecedora:
— Para a nossa festa, eu sei lá! Mas, em casa, é sempre com feijão!…
(Colaboração: Oldack Roder (S. Pedro do Turvo)

Sobre Sergio Fleury 5866 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate