Edvaldo e vereadores do DEM abandonam partido para se filiar ao Solidariedade

Edvaldo, que deverá ser candidato a vice-prefeito, vai trocar o DEM pelo Solidariedade

Partido vai integrar a base eleitoral
do candidato Diego Singolani (PSD)

O Solidariedade vai apoiar a dupla de candidatos do governo, Diego Singolani (PSD) para prefeito e Edvaldo Godoy como vice-prefeito. Há meses, o partido estava nas mãos do vereador Murilo Sala, que se transferiu para o Podemos. Murilo, que será candidato a prefeito, esperava manter o diretório sob controle de seu grupo, mas não foi isto o que aconteceu.

Os três vereadores do DEM em Santa Cruz do Rio Pardo vão se transferir para o Solidariedade nas próximas horas, inclusive o candidato do governo a vice-prefeito, Edvaldo Godoy. O prazo para filiação termina neste sábado, 4 de abril. Os outros dois vereadores são Lourival Heitor e João Marcelo Santos.

O presidente do diretório do DEM, Lourival Heitor, confirmou a “debandada” dos vereadores e justificou a atitude a problemas de comunicação com o diretório estadual do partido em São Paulo. Segundo ele, não há qualquer viés ideológico na transferência, mas apenas uma questão técnica.

“Desde que o surto de coronavírus começou, estamos com dificuldades para conversar com o partido. Não tenho nem a senha de controle e filiação e, por isso, achamos prudente não nos arriscar e buscar outra legenda”, afirmou.

Edvaldo Godoy também confirmou que vai se filiar ao Solidariedade até sábado.

Procurado, Murilo Sala disse que “abriu mão” do Solidariedade. “Era preciso regularizar algumas coisas em São Paulo, com as quais não concordo. Então, preferi nem formar uma nova comissão provisória”, explicou. Quando Murilo deixou o partido, o Solidariedade estava extinto em Santa Cruz do Rio Pardo.

LEIA MAIS NA EDIÇÃO
DESTE DOMINGO DO DEBATE

Sobre Sergio Fleury 5814 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate