Alargamento de avenida em Santa Cruz reforça segurança em bairro

NOVIDADE - Cerca de 300 metros da avenida Jesus Gonçalves foi alargada em seis metros

Avenida Jesus Gonçalves, na saída da cidade, ganhou trecho mais largo após parceria entre prefeitura e loteadora

 

Sérgio Fleury Moraes
Da Reportagem Local

A avenida Jesus Gonçalves foi construída há muitos anos sem a previsão de que seria um dos locais mais movimentados de Santa Cruz do Rio Pardo. Ela liga o bairro da Estação a vários conjuntos habitacionais e termina na rodovia Anízio Zacura, que dá acesso à cidade de Bernardino de Campos. Neste mês, foram concluídas as obras de alargamento de parte da avenida e que, segundo moradores, trouxe mais segurança ao trecho.

A obra foi feita através de uma parceria entre o município e a “Loteadora Quatro Irmãos”, responsável por vários empreendimentos em Santa Cruz. O último deles foi exatamente o “Jardim Horizonte 2”, que margeia a avenida e em cujo trecho houve o alargamento.

De acordo com a administração, a parceria foi firmada como uma “contrapartida” pela implantação do novo loteamento. Embora a gestão de Otacílio Parras (PSB) termine no final do ano, o governo informou que já existem estudos para a continuidade do alargamento em outros trechos da avenida, mesmo com a existência de construções.

A engenheira Bárbara Logullo, diretora da “Loteadora Quatro Irmãos”, explicou que as conversas para a parceria começaram na época do registro do loteamento. “O prefeito pediu para deixar um recuo, que inclusive beneficia os donos de lotes. Agora, na execução do loteamento, ele propôs uma nova parceria na obra”, afirmou. De acordo com a engenheira, o acordo foi bom para todos os envolvidos, principalmente os proprietários.

Segundo Bárbara, a avenida Jesus Gonçalves ganhou mais seis metros de largura em todo o trecho que margeia o “Jardim Horizonte 2”, numa extensão aproximada de 300 metros. “É uma pena que a avenida foi construída sem a previsão de alargamento no trecho que compreende bairros como Itaipu e Jardim São João. Provavelmente na época não existia sequer um Plano Diretor para o município”, explicou.

“Mas este alargamento, embora num único trecho, já vai mudar a segurança e o conforto dos moradores do bairro”, disse. Bárbara Logullo afirmou que no trecho alargado já estão vendidos lotes chamados de “mistos”, onde podem ser construídas residências ou comércios. A previsão, contudo, é para a proliferação de estabelecimentos comerciais quando a área foi liberada para construções.

Avenida tem trânsito intenso e liga à rodovia vicinal para Bernardino de Campos

A maioria dos bairros localizados nos altos da Estação foi formada nos últimos 30 anos. É uma extensa faixa que praticamente divide Santa Cruz do Rio Pardo, ligada diretamente por um único pontilhão no centro da cidade. O desenvolvimento ainda é forte, com surgimento de grandes estabelecimentos comerciais, alguns a serem inaugurados no início do próximo ano.

Os moradores dos bairros próximos ao trecho alargado da avenida Jesus Gonçalves elogiaram a obra. É o caso de Mercília das Dores da Silva, 61, mora no bairro Luiz Brondi e vive na casa da filha Juliana, que mora em frente ao trecho reformado. “Eu cuido dos meus três netos enquanto ela trabalha. O alargamento foi ótimo e deu uma maior tranquilidade quanto à segurança”, disse.

Mercília disse que o trânsito na avenida sempre foi intenso. Ao lado, uma das netas acena com a cabeça e lembra que já houve acidentes no trecho alargado, envolvendo motos. “Nossos bairros estão melhorando e têm de tudo. Falta apenas uma lotérica para atender os moradores desta parte da cidade”, afirmou.

Alguns metros abaixo, a moradora Sandra da Silva, 46, conta que mora há seis anos no bairro. “A segurança melhorou muito, mas os carros ainda passam em alta velocidade porque a lombada não foi incluída na reforma”, disse Sandra. Ela se refere a um obstáculo de redução de velocidade em frente a sua residência. Com o alargamento, a lombada não teve o prolongamento dos seis metros e os carros estão trafegando naquele espaço.

A prefeitura informou que o Departamento Municipal de Trânsito já tem conhecimento do problema e anunciou que o complemento da “lombada” será executado no início da semana. 

 

  • Publicado na edição impressa de 20 de setembro de 2020