DICAS – Edição de 11 de outubro de 2020

STJ  O Superior Tribunal de Justiça negou recurso especial do ex-prefeito Adilson Mira (PSDB) num processo em que ele tenta impedir o juiz Rafael Martins Donzelli de julgá-lo. O ministro Humberto Martins, relator do agravo, sugere que o recurso de Mira é “genérico e relativo ao mérito da controvérsia”. É ponto final no caso.

MORALIDADE  Finalmente alguém está questionando o velho hábito dos vereadores de reajustarem todos os anos seus próprios salários. A tendência é que a fixação do valor perdure pelos quatro anos, sem direito a mais nada. Afinal, vereador não é profissão.

ÁGUA FRIA As iniciativas moralizantes podem significar uma ducha de água fria em muitos candidatos a vereador de Santa Cruz do Rio Pardo. É que, salvo algumas exceções, muitos deles estão no olho no polpudo vencimento de R$ 4,3 mil para comparecer duas vezes por mês ao Legislativo.

ILUMINAÇÃO Afinal, o prefeito vai iluminar o trecho do prolongamento da rua Alziro Souza Santos, nas imediações do supermercado Avenida. O local vai deixar de ser um breu pela bagatela de quase R$ 30 mil.

AQUI E LÁ  A imprensa noticia que a deputada Joice Hasselman (PSL), candidata à prefeitura de São Paulo, não declarou bens à Justiça Eleitoral quando se elegeu em 2018. O fato é configurado como crime eleitoral e passível de cassação do mandato e até detenção. Em Santa Cruz já houve caso idêntico, mas até agora a pizza está assando.

MISTÉRIO O Banco Central do Brasil enviou um ofício ao Ministério Público de Santa Cruz pedindo a abertura de inquérito para investigar a Codesan. O motivo é mistério.

LIXO  A promotora Paula Bond Peixoto revirou e se debruçou sobre alguns documentos referentes ao “cartel do lixo”, escândalo revelado pelo DEBATE, na última segunda-feira, 5.

IPAUSSU O ex-prefeito de Ipaussu Luiz Carlos Souto vai participar de uma audiência de instrução e julgamento em 15 de dezembro. Ele será intimado nos próximos dias.

IPAUSSU 2 A audiência ouvirá testemunhas arroladas pelo ex-prefeito e pelos outros réus num processo movido pela Justiça Federal. A acusação é de fraudes no sistema de saúde.

OURINHOS  As eleições em Ourinhos podem se resumir a uma palavra: guerra. Semanalmente candidatos adversários — Pocay e Robson — entram com representações na Justiça Eleitoral.

OURINHOS 2  O site ourinhense Jornal Biz, censurado pela Justiça Eleitoral por ter dito que uma CPI acabou em pizza, recorreu ao TRE contra a decisão de primeira instância que o obrigou a retirar do ar matérias sobre o prefeito Lucas Pocay.

IMPOPULAR  Será que nenhum candidato a prefeito planeja entrar com recurso contra ato do prefeito Otacílio de proibir comícios eleitorais?

 

Fios soltos
Vários moradores de Santa Cruz do Rio Pardo têm reclamado nos últimos dias de que fios estão soltos pela cidade. A 100 metros da prefeitura é possível constatar que as reclamações são pertinentes. O vereador Cristiano Neves (Republicanos) pediu informações sobre o imbróglio à prefeitura há alguns meses. No entanto, até agora nada de concreto foi feito. E os fios continuam perturbando.