Ellen Manfrim: “Seja cristal”

Seja cristal

Ellen Manfrim *

A gente aprende que tem que ser forte e que não pode se abalar. A gente entende desde muito cedo que não pode sofrer.

Afinal, desde pequenos escutamos frases como “engole esse choro, menino”, “se apanhar na escola vai apanhar de novo em casa”, “você não tem motivo para chorar”, “você tem tudo, por que está triste”, dentre outras pérolas, e em meio a esses mantras paternais tão comuns, somos levados a acreditar que o sucesso, seja ele pessoal ou profissional, está atrelado a uma capacidade quase sobre-humana de se mostrar inabalável, forte e intocável.

E quantas coisas acumulamos quando realmente vivemos assim… quantos medos, quantas ansiedades, quantas preocupações, tudo escondido atrás da máscara da fortaleza. Muitas vezes desenvolvemos transtornos neuropsiquiátricos, como fobia social e transtorno do pânico, pelo medo de ser quem somos e de mostrar o que sentimos.

Mas deixa eu te contar uma coisa? Nós não somos uma fortaleza! E sequer precisamos ser fortes o tempo todo! E não há vergonha nenhuma nisso. Não há vergonha em mostrar nossos anseios, nossos medos, nossas vulnerabilidades. Tantas doenças da mente e do corpo seriam evitadas se nos permitíssimos pedir ajuda, se entendêssemos a importância de ter apoio nas horas difíceis.

Infelizmente, somos cada vez mais estimulados, especialmente através das mídias sociais, a mostrar nossos momentos de felicidade, nossas vitórias. E esquecemos que também precisamos compartilhar nossas derrotas. Óbvio que não nas mídias sociais! Mas todo mundo tem aquele amigo que pode dividir o peso do fardo.

Então permita-se sofrer, entender a sua dor e se mostrar frágil. Permita-se ser cristal e não aço. Não é vergonha nenhuma pedir ajuda! E mesmo quando não conseguir resolver uma situação que te preocupa, lembre-se que às vezes não é possível acabar com os medos, mas que sempre é possível enfrenta-los e conviver com eles.

* Ellen Manfrim é neuropediatra em Santa Cruz do Rio Pardo

  • Publicado na edição impressa de 4 de outubro de 2020
Sobre Sergio Fleury 5910 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate