Antiella Carrijo Ramos

Quem sabe faz a hora

Coluna de Antiella Carrijo Ramos

Quem sabe faz a hora

Publicado em: 07 de outubro de 2023 às 03:37

As lideranças comunitárias do território do CRAS Betinha sempre compartilham comigo fotografias. A maioria delas são das ações sociais desenvolvidas na própria comunidade. Algumas imagens denunciam situações que fogem do alcance da intervenção coletiva e ao compartilharem comigo, buscam uma ideia que os ajude no desenvolvimento de estratégias para a resolução de cada dificuldade que surge. As fotos são sempre encaminhadas por alguém da própria comunidade, geralmente são filhos que fotografam os pais, enquanto estes se dedicam ao trabalho voluntário em prol do próprio povo. Fico sempre muito feliz com essa partilha e lisonjeada por ocupar lugar de tanta estima e consideração.

Estes dias recebi as fotografias de uma sessão de cinema, realizada ao ar livre, ao lado do Barracão Comunitário da Vila Divinéia. Nas imagens, era possível ver cerca de quarenta crianças com os olhos atentos na tela grande (fruto de uma parceria da Associação de Moradores com uma empresa privada da nossa cidade). Enquanto as crianças assistiam ao filme, como se estivessem no cinema, alguns adultos faziam a pipoca e outros serviam refrigerantes. Quanto cuidado e proteção tinha naquelas cenas, eternizadas na imagem de uma fotografia. Cenas que expressam uma ação concreta, entre tantas, daquelas pessoas que buscam transformar o mundo num lugar melhor, porque entenderam que quem sabe faz a hora não espera acontecer.  Aquelas cenas também mostram que aprenderam a valorizar a arte e a cultura e sempre que podem estão envolvidas em ações desta natureza.

Ações assim expressam a autonomia e o protagonismo da comunidade, resultantes de um trabalho sério de dedicação e amor ao próximo da Associação de Moradores e das sementes plantadas pelo projeto Fala Vila que, através de produções artísticas, contou as histórias de luta, desvelando as potencialidades do território.

A valorização da arte e da cultura na Vila Divinéia se intensificou na medida em que os moradores tiveram a oportunidade de produzir artisticamente, a partir da beleza e das histórias de seu próprio cotidiano, gerando uma consciência verdadeira, que estimulou o exercício do pensamento e a contestação do existente, criando orgulho e pertencimento, que hoje, impulsionam esse protagonismo que transforma e emancipa vidas, em cada nova ação que cria uma nova realidade.


Antiella Carrijo Ramos

Antiella Carrijo Ramos

Antiella Carrijo Ramos é psicóloga e trabalhadora da Assistência Social em Santa Cruz do Rio Pardo


SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Previsão do tempo para: Segunda

Céu limpo
28ºC máx
13ºC min

Durante todo o dia Céu limpo

COMPRA

R$ 5,57

VENDA

R$ 5,57

MÁXIMO

R$ 5,61

MÍNIMO

R$ 5,54

COMPRA

R$ 5,43

VENDA

R$ 5,77

MÁXIMO

R$ 5,63

MÍNIMO

R$ 5,57

COMPRA

R$ 6,06

VENDA

R$ 6,07

MÁXIMO

R$ 6,11

MÍNIMO

R$ 6,03
voltar ao topo

Voltar ao topo