Antiella Carrijo Ramos

Saúde mental

Coluna de Antiella Carrijo Ramos

Saúde mental

Publicado em: 30 de setembro de 2023 às 02:03

Tenho lidado com muitas situações que envolvem questões de saúde mental. Diante do aumento significativo de pessoas com transtornos mentais ou com alguma dificuldade de lidar com às exigências da vida, a saúde mental virou ponto central no debate público e a sua relevância no cenário atual é inquestionável.

É bastante evidente que a pandemia do Covid-19 influenciou diretamente a saúde mental das pessoas. Além disso, tenho a impressão de que a aceleração da vida material e concreta, impulsionada pelas invenções tecnológicas, acelerou a nossa vida psíquica, nos causando a sensação de que tudo é momentâneo, efêmero, instantâneo e o pouco tempo que temos disponível está sempre escorrendo pelas nossas mãos.

A sociedade capitalista produz o adoecimento mental, gerado a partir das relações que indivíduos e grupos estabelecem com esse modo de produção da vida, que nos desumaniza e viola os nossos direitos.

O que quero dizer com isso? Que a saúde mental não está associada apenas a fatores biológicos e internos de indivíduos isolados, ela tem um caráter histórico e social que está diretamente relacionado com as condições objetivas da vida em sociedade, sendo determinado pelas contradições impostas pela exploração de classes. O sofrimento psíquico está diretamente relacionado a fatores sociais, como a precariedade das condições objetivas da reprodução material da vida; a desigualdade de acessos e oportunidades; as violências e opressões que se originam de práticas racistas, machistas lgbtfóbicas, capacitistas, classistas e etárias, questões estas que ainda são bases estruturantes da nossa sociedade desigual.

Por isso, a reivindicação da valorização da vida deve passar, necessariamente, pela defesa de um modo de vida que privilegie o bem-estar de sujeitos e grupos e que busque, incessantemente, a promoção dos direitos humanos e das diversidades.

Deste modo, é preciso se atentar que a saúde mental é produzida quando há comida boa e saudável no prato, quando há um teto digno para viver e cuidar da  família, quando é possível usufruir de lazer, arte e cultura, quando está disponível uma saúde pública, de qualidade e universal, quando as relações de trabalho são protegidas,  quando a educação é de qualidade e as políticas econômicas e socias atendem as necessidades do povo, garantindo proteção social, dignidade e a promoção da qualidade de vida.


Antiella Carrijo Ramos

Antiella Carrijo Ramos

Antiella Carrijo Ramos é psicóloga e trabalhadora da Assistência Social em Santa Cruz do Rio Pardo


SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Previsão do tempo para: Segunda

Céu limpo
28ºC máx
13ºC min

Durante todo o dia Céu limpo

COMPRA

R$ 5,57

VENDA

R$ 5,57

MÁXIMO

R$ 5,61

MÍNIMO

R$ 5,54

COMPRA

R$ 5,43

VENDA

R$ 5,76

MÁXIMO

R$ 5,63

MÍNIMO

R$ 5,57

COMPRA

R$ 6,06

VENDA

R$ 6,07

MÁXIMO

R$ 6,11

MÍNIMO

R$ 6,03
voltar ao topo

Voltar ao topo