Diva Fernandes

E tinha bolor no pão

Coluna de Diva Fernandes

E tinha bolor no pão

Publicado em: 18 de novembro de 2023 às 19:07

A Lei nº 8137/1990 considera infração penal “vender, ter em depósito para vender ou expor à venda ou, de qualquer forma, entregar matéria prima ou mercadoria com condições impróprias ao consumo”. De acordo com a citada lei, o produto é impróprio ao consumo quando o prazo de validade estiver vencido, ou quando o bem estiver deteriorado, ou for nocivo à saúde, estando em descordo com as normas de distribuição. Causa espanto a necessidade de uma lei para regulamentar tais ações, obviamente acauteladas no zelo do bem comum.

Designa-se por bolor ou mofo um aglomerado constituído por fungos que se desenvolve na matéria orgânica em decomposição. Esses fungos comummente designados bolor são substâncias tóxicas para o ser humano. Não raro, encontrados em produtos expostos nas gôndolas de alguns estabelecimentos comerciais.

A presente referência busca o alerta aos cuidados na identificação da qualidade do produto adquirido para a alimentação diária, ainda que oriundo de marcas renomadas e confiáveis. Não cabe aqui explicar se por descuido ou descaso de determinados comerciantes. Fato é, que a ciência médica considera nociva a ingestão de alimentos que contém bolor, devendo ser o mesmo imediatamente descartado.

As microtoxinas encontradas no bolor são capazes de atingir fatalmente a espécie humana, sobretudo os indivíduos portadores de algum distúrbio de imunidade. Entre os principais sintomas relacionados à exposição ao bolor estão reações alérgicas, dores no peito, exaustão, dor de cabeça, tosse, dificuldade ao respirar e a pneumonia. Embora seja prejudicial para qualquer pessoa, o grupo de pessoas com sistema imunológico enfraquecido, de forma mais grave, vítimas de pneumonia e/ou covid19, podem ter maior probabilidade de afetação nas consequências do contato com o bolor.

O envenenamento por bolor nem sempre tem diagnóstico comum, necessitando de exames laboratoriais específicos, e posteriormente, o uso de medicamentos no combate a toxina. A vulnerabilidade pós covid19 expõe a quase toda a população a um estado de alerta necessário para a vida saudável. Doenças cardiorrespiratórias são muitas vezes agravadas lentamente, fazendo do bolor um vilão iminente, adquirido no caixa do supermercado que atua no descaso do respeito ao cliente como prioridade.


Diva Fernandes

Diva Fernandes

Escritora nascida em Espírito Santo do Turvo, é autora dos livros “Marcas do Chumbo – A História do Menino David” e “Ave Lux! Salve Luz! Vozes da História a Serviço da Fé"


PUBLICIDADE

SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Previsão do tempo para: Terça

Períodos nublados
30ºC máx
17ºC min

Durante todo o dia Céu limpo

COMPRA

R$ 5,39

VENDA

R$ 5,39

MÁXIMO

R$ 5,39

MÍNIMO

R$ 5,39

COMPRA

R$ 5,26

VENDA

R$ 5,58

MÁXIMO

R$ 5,42

MÍNIMO

R$ 5,42

COMPRA

R$ 5,80

VENDA

R$ 5,85

MÁXIMO

R$ 5,83

MÍNIMO

R$ 5,79

PUBLICIDADE

voltar ao topo

Voltar ao topo