Ellen Manfrim

Aprendizado de congresso

Coluna de Ellen Manfrim

Aprendizado de congresso

Publicado em: 26 de novembro de 2022 às 12:38

Com o início da pandemia, em março de 2020, eventos sociais foram drasticamente abolidos da nossa rotina. Além deles, também foram extintos os eventos acadêmicos, como congressos, simpósios e encontros médicos em geral.

Que meus pacientes não me leiam, mas aqui preciso fazer uma confissão: para uma adulta com TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade) como eu, as aulas onlines não são tão interessantes quanto as presenciais. Tenho uma dificuldade enorme de “arrumar força de vontade” para qualquer aprendizado que seja online, e quando venço essa barreira da procrastinação, vem o abismo da desatenção (que para alguns parece enrolação, e não é!), que me faz gastar muito mais tempo para aprender no virtual do que se o fizesse numa sala de aula real.

Enfim, no início desse mês fui ao meu primeiro evento presencial após o infortúnio da pandemia do COVID-19: Congresso Brasileiro de Neuropediatria, em Curitiba. Foram 4 dias deliciosos, nostálgicos e produtivos. Fui acompanhada de mais duas colegas médicas muito dedicadas, e posso dizer que o nosso esforço valeu a pena.

Afinal, ir a congressos não é apenas sobre aprender, vai muito além disso…

Ir a congressos é sobre rever pessoas queridas, e com isso reencontrar a Ellen de anos atrás, aquela que aos 20 e tantos anos passava 60 horas/semanais no Hospital Pequeno Príncipe e mais 36 horas/semanais nos hospitais da periferia Curitiba, se dividindo entre o aprendizado e o trabalho duro nada romantizado de um plantão.

Ir a congressos é também uma grande chance de encontrar ex-chefes, e lembrar como foi bom aprender com eles (mas também perceber que alguns não te acrescentaram nada além de exemplos a não serem seguidos – sim, seres humanos são falhos, independente de suas profissões).

Ir a congressos é sobre conhecer pessoas novas, que lutam as mesmas lutas que a gente. É sobre conversar de temas que você ama com gente que também ama aquele tema ( e com alguns mestres que possuem uma experiência infinitamente maior que a sua). É ter a visão de outras pessoas sobre um problema que parecia ser só seu (e não é). É sair um pouco da rotina e retomar o fôlego que às vezes parece escasso.

Por fim, ir a congressos é aprender, claro. Aprender mais sobre temas neuropediátricos, mas aprender também sobre relacionamentos, sobre amizade, sobre oportunidades e sobre a nossa própria evolução.


Ellen Manfrim

Ellen Manfrim

Ellen Manfrim é médica neuropediatra em Santa Cruz do Rio Pardo


SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Previsão do tempo para: Segunda

Céu limpo
28ºC máx
13ºC min

Durante todo o dia Céu limpo

COMPRA

R$ 5,57

VENDA

R$ 5,57

MÁXIMO

R$ 5,61

MÍNIMO

R$ 5,54

COMPRA

R$ 5,43

VENDA

R$ 5,76

MÁXIMO

R$ 5,63

MÍNIMO

R$ 5,57

COMPRA

R$ 6,06

VENDA

R$ 6,07

MÁXIMO

R$ 6,11

MÍNIMO

R$ 6,03
voltar ao topo

Voltar ao topo