Maurício Ferreira: apaixonado por vinhos

Vinho EA tinto da Adega Cartuxa

Coluna de Mauricio Azevedo Ferreira

Vinho EA tinto da Adega Cartuxa

Publicado em: 14 de setembro de 2023 às 23:24

Nas semanas anteriores analisei um vinho chileno e outro argentino. Nesta, será a vez de um do Velho Mundo, é o português EA tinto, que foi o escolhido pelos inscritos do meu canal no Youtube, “Apaixonado por Vinhos”, para fazer parte da Playlist: “Esse vinho é bom?” Você também pode indicar um vinho, basta entrar no canal e deixar seu comentário, mas tem que ser um vinho popular, campeão de vendas, e que custe, no máximo, R$ 100.

Quem produz o EA é a Adega Cartuxa, que fica na cidade de Évora, no Alentejo. Mas, por detrás da Adega Cartuxa está uma grande família, a Eugénio de Almeida, e daí vem o nome do vinho: EA. Em 1913 nasceu em Lisboa, no seio desta que era uma das mais influentes famílias de Portugal no século XX, Vasco Maria. Cedo ele estabeleceu laços com a cidade de Évora e o Alentejo, onde a família detinha um extenso património. Ele foi um filantropo e sempre dedicou boa parte de seu patrimônio para incentivar a cultura, a agricultura, o ensino e a saúde.

Ele plantou extensos vinhedos e um grande Olival próximos à cidade de Évora, que resultaram nos vinhos e azeites que hoje a Cartuxa oferece. Ele era casado, mas como não teve filhos, destinou todo o seu patrimônio para a criação da Fundação Eugênio de Almeida, deixando claro em seu estatuto que o patrimônio deveria ser revertido para o bem comum. E, hoje, a adega Cartuxa é a responsável por gerar renda para manter as obras da fundação.

A adega chama-se Cartuxa em razão do Mosteiro de Santa Maria Scala Coeli existente em Évora e que pertenceu aos monges cartuxos, os quais foram expulsos de Portugal em 1834, juntamente com outros religiosos. Mas, este mosteiro foi adquirido e restaurado por Vasco Maria e, inclusive, providenciou o retorno dos monges. Hoje um dos vinhos mais importantes da Cartuxa chama-se “Scala Coeli” (Escada do Céu). Mas, o grande ícone desta adega é o famosíssimo Pêra Manca, considerado um dos melhores vinhos de Portugal, ao lado do Barca Velha.

Voltemos ao nosso EA tinto. Para entendermos as suas características temos que compreender o clima do Alentejo. É uma região quente, onde as uvas alcançam com facilidade uma plena maturação. Logo, elas conseguem uma grande concentração de açúcar e os vinhos são encorpados, pois chegam facilmente a 14%.

Os portugueses são especialistas em blends e o EA é um mix de 5 castas provenientes de vinhedos próprios. Quatro são as principais do Alentejo, Aragonez, Trincadeira, Castelão e Alicante Bouschet. A quinta é a Syrah, uma casta considerada internacional por ser plantada no mundo todo, mas a sua origem é francesa. Este vinho não passa por barrica de carvalho e o próprio produtor o define como um vinho jovem, fácil de beber e para consumo imediato. Assim, ele não necessita passar por decanter. Ele pode ser encontrado na faixa de R$ 53 a R$ 89. Eu paguei R$ 65 em um supermercado da cidade. Estive em Portugal no último mês de julho e lá o preço é 5,70 euros, em torno de R$ 31.

Aos olhos: ele se revela de cor granada intensa, isto é, ele não é translúcido. No nariz: muita fruta negra e vermelha muito madura, quase em compota, resultado da grande maturação das uvas. Na boca: ele é seco, com acidez superior à média, álcool médio e bem integrado. Os taninos são marcados, você percebe a adstringência, mas são bem trabalhados. O clima mais quente também deixa os taninos mais maduros. Mas, como este vinho não passou por barrica, os taninos estão bem presentes. O corpo é um pouco superior a médio e com grande concentração de fruta. Na boca, além das frutas há notas vegetais. É um vinho equilibrado, com final superior a médio. O EA tinto deve ser consumido jovem, ele não melhora com o passar dos anos, antes pode perder as suas características. Por isso, nada de guardar. Seja feliz e abra a sua garrafa.

Diante da escala de qualidade, pobre, aceitável, bom, muito bom e excelente e, considerando o preço, classifico-o como muito bom!

Quanto à harmonização, o EA é um ótimo acompanhamento para carne vermelha, pode ser assada ou grelhada. No Alentejo se consome muita carne de porco, então fica a dica: EA tinto com um belo pernil assado.

Quer saber mais sobre o EA e a Adega Cartuxa? Assista ao meu vídeo no canal “Apaixonado por Vinhos”: https://youtu.be/ZT7q6lFxyKk


Maurício Ferreira: apaixonado por vinhos

Maurício Ferreira: apaixonado por vinhos

Por Mauricio Azevedo Ferreira, Promotor de Justiça aposentado que transformou uma paixão em atividade, dedicando-se ao ensino sobre vinhos. É responsável pelo conteúdo da página no Facebook, do perfil no Instagram e do canal do YouTube Apaixonado por Vinhos, além de ministrar cursos. É certificado pela WSET — Wine & Spirit Education Trust, nível 3, e FWS — French Wine Schollar.


SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Previsão do tempo para: Segunda

Céu limpo
28ºC máx
13ºC min

Durante todo o dia Céu limpo

COMPRA

R$ 5,57

VENDA

R$ 5,58

MÁXIMO

R$ 5,58

MÍNIMO

R$ 5,57

COMPRA

R$ 5,43

VENDA

R$ 5,75

MÁXIMO

R$ 5,63

MÍNIMO

R$ 5,57

COMPRA

R$ 6,06

VENDA

R$ 6,07

MÁXIMO

R$ 6,06

MÍNIMO

R$ 6,06
voltar ao topo

Voltar ao topo