CULTURA

Ellen Manfrim: "Educação em tempos de Covid"

Ellen Manfrim:

Publicado em: 15 de fevereiro de 2021 às 15:52
Atualizado em: 29 de março de 2021 às 07:14

Educação em tempos de Covid

Ellen Manfrim *

Após quase 12 meses sem aulas presenciais, enfim nossas crianças terão a oportunidade de retornar à escola. Embora nem todos se sintam seguros para esse recomeço presencial, noto nos pais uma esperança de que esse ano letivo seja melhor, menos duro e mais produtivo.

Ao mesmo tempo em que fico aliviada pelo retorno às aulas presenciais com medidas de segurança para as crianças, famílias e professores, a angústia toma conta ao imaginar o que vamos enfrentar. Se antes da Covid-19 se alastrar por aqui o ensino já sofria as mazelas de um governo que não preza pela educação de qualidade, hoje temos a certeza de que, após esse período sem aulas, o abismo que separa ensino ideal versus ensino medíocre parece intransponível.

Fico imaginando as milhares de crianças que não conseguirão se alfabetizar, as outras tantas que jamais aprenderão a somar 2 + 2, aquelas que nunca interpretarão uma frase simples ou saberão conjugar um verbo adequadamente. Imagino o impacto que esse déficit terá na vida desses pequenos quando se tornarem adultos. Penso nos muitos que não voltarão à escola. Outros voltarão e logo abandonarão. E há aqueles que irão para cumprir com o dever imposto pela sociedade, mas não para realmente aprender.

Os danos que a educação brasileira sofreu com a pandemia da Covid-19 acentuou ainda mais a desigualdade ao direito de aprender. O que nos espera é um período de muitas dificuldades, de crianças com lacunas enormes de aprendizagem, de professores frustrados por não conseguirem transpor essas lacunas, de pais amedrontados pelo futuro dos seus filhos.

Nós, profissionais de saúde, precisamos estar cientes da nossa obrigação de auxiliar nesse retorno, de apoiar os profissionais da educação e as famílias, de trabalhar em equipe para que nossas crianças recebam a ajuda necessária. Afinal, o que interessa a todos nós é que as pequenas vítimas dessa pandemia tenham a chance de recuperar tudo aquilo que lhes foi tirado, e que não tenham seu futuro comprometido pelo prejuízo acadêmico advindo da Covid-19. Lembrem-se, queridos leitores, “é a educação que faz o futuro parecer um lugar de esperança e transformação”, e precisamos lutar para que nossas crianças e adolescentes tenham direito a um futuro digno.

* Ellen Manfrim é neuropediatra em Santa Cruz do Rio Pardo

 

 




     
  • Publicado na edição impressa de 31 de janeiro de 2021



  •  

 

 

PUBLICIDADE

SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Previsão do tempo para: Quarta

Períodos nublados
28ºC máx
16ºC min

Durante todo o dia Céu limpo

COMPRA

R$ 5,68

VENDA

R$ 5,68

MÁXIMO

R$ 5,74

MÍNIMO

R$ 5,66

COMPRA

R$ 5,65

VENDA

R$ 5,99

MÁXIMO

R$ 5,88

MÍNIMO

R$ 5,81

COMPRA

R$ 6,80

VENDA

R$ 6,80

MÁXIMO

R$ 6,86

MÍNIMO

R$ 6,78

PUBLICIDADE

voltar ao topo

Voltar ao topo