CULTURA

Evento cultural lança livro de poesias de santa-cruzense

Maria Angélica, a “Kali”, escreveu “Palavra em Brasa”, com poemas sobre a infância na cidade

Evento cultural lança livro de poesias de santa-cruzense

A poetiza Kati na tribuna, ao lado do mestre de cerimônia José Eduardo Piedade Catalano

Publicado em: 24 de dezembro de 2021 às 04:33
Atualizado em: 24 de dezembro de 2021 às 05:18

A escritora Maria Angélica Silva Souza, 56, lançou na noite do último sábado, 18, o livro “Palavra em Brasa”, uma coletânea de poesias que escreveu ao longo dos anos, inclusive na época em que morava em Santa Cruz do Rio Pardo. “Kali”, como é conhecida, hoje reside em Osasco, na região metropolitana de São Paulo.

A poetiza fez questão de lançar sua primeira obra solo em Santa Cruz, como um agradecimento pela acolhida que teve na cidade na infância e juventude.  São mais de 70 poemas cuja edição esteve a cargo do músico e também escritor santa-cruzense Guca Domenico.

O evento teve a presença do grupo musical comandado por Ronaldo Xisto, no qual participa o filho de Kali, o músico Eduardo, que cantou algumas músicas com letras retiradas de poesias da santa-cruzense.

Grupo musical do qual participa o filho de Kali abrilhantou a noite cultural do lançamento de "Palavra em Brasa"

A noite também teve a presença da Orquestra Santa Cruz, regida pelo professor José Magalli Junqueira, um dos antigos mestres da escritora.

Houve, também, momentos emocionantes, como a homenagem que Kali quis fazer a um jovem músico da orquestra de Magalli, que chegou a ganhar um instrumento para seguir  no grupo. A mãe do menino, a cozinheira Tânia Cristina Lourenço da Silva, usou a tribuna para agradecer a homenagem ao filho, lembrando que quando tinha a mesma idade, aos nove anos, recebeu, ao invés de um instrumento, um facão para cortar cana.

Tânia Lourenço e o filho são homenageados pela poetiza durante a solenidade

“Neste livro estão minhas palavras no sentido de acender brasas nos corações”, disse a escritora no evento. Ela revelou que a capa do livro — um quadro de sua autoria — foi uma forma de homenagear a mãe, “uma espanhola que cantava para todos os filhos e nos ensinou a gostar de música”.

Kali, por snal, mostrou aos presentes uma outra faceta artística, além de escrever e pintar: ela cantou “Sou Caipira Pirapora”, de Renato Teixeira.

Entre vários números musicais, amigas de Kali foram à tribuna para declamar poemas do livro. No final, houve uma sessão de autógrafos na galeria de artes, além de um coquetel para dezenas de convidados. A obra está disponível em bancas  e livraria de Santa Cruz.

 

Veja mais fotos do evento:

 

PUBLICIDADE

SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Previsão do tempo para: Quinta

Períodos nublados
25ºC máx
11ºC min

Durante todo o dia Céu limpo

COMPRA

R$ 5,25

VENDA

R$ 5,25

MÁXIMO

R$ 5,26

MÍNIMO

R$ 5,25

COMPRA

R$ 5,09

VENDA

R$ 5,41

MÁXIMO

R$ 5,25

MÍNIMO

R$ 5,25

COMPRA

R$ 5,50

VENDA

R$ 5,50

MÁXIMO

R$ 5,51

MÍNIMO

R$ 5,50

PUBLICIDADE

voltar ao topo

Voltar ao topo