POLÍCIA

Justiça nega prisão, mas quebra sigilo telefônico de padre que atropelou ladrão

Pároco Gustavo Trindade ainda não se apresentou para prestar depoimento

Justiça nega prisão, mas quebra sigilo telefônico de padre que atropelou ladrão

O frade dominicano Gustavo Trindade dos Santos é pároco da Igreja Matriz de Santa Cruz do Rio Pardo

Publicado em: 10 de maio de 2022 às 15:37
Atualizado em: 10 de maio de 2022 às 16:07

O juiz Pedro de Castro e Sousa, da Vara Criminal de Santa Cruz do Rio Pardo, negou decretar a prisão do frade Gustavo Henrique Trindade dos Santos, que atropelou um ladrão que furtou duas blusas e um moletom da Casa Paroquial.

A prisão havia sido pedida pela Polícia Civil, e o Ministério Público se posicionou contra a medida – segundo o promotor Reginaldo Garcia, o frade não apresenta riscos à segurança pública.

Publicada hoje, a decisão que negou o pedido de prisão, entretanto, decretou a quebra do sigilo telefônico do frade. Segundo o magistrado, Trindade não se apresentou até agora para prestar depoimento e, por isso, o levantamento dos dados telefônicos se faz necessário.

Com a quebra do sigilo telefônico, investigadores poderão, por exemplo, visualizar as ligações feitas ou as mensagens encaminhadas pelo padre nos momentos que antecedem e sucedem o atropelamento.

A Ordem dos Frades Pregadores disse hoje, em nota, ter afastado o pároco de suas funções. Segundo a Ordem, Gustavo vai cooperar com as autoridades policiais.

PUBLICIDADE

SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Previsão do tempo para: Terça

Céu limpo
27ºC máx
12ºC min

Durante todo o dia Céu limpo

COMPRA

R$ 4,82

VENDA

R$ 4,82

MÁXIMO

R$ 4,85

MÍNIMO

R$ 4,78

COMPRA

R$ 4,69

VENDA

R$ 4,98

MÁXIMO

R$ 4,88

MÍNIMO

R$ 4,80

COMPRA

R$ 5,17

VENDA

R$ 5,18

MÁXIMO

R$ 5,21

MÍNIMO

R$ 5,12

PUBLICIDADE

voltar ao topo

Voltar ao topo