ESPORTE

Biancão, um corintiano mais do que ‘roxo’

Morador de Santa Cruz do Rio Pardo tem milhares de objetos temáticos do Corinthians, entre copos, figurinhas, bonecos, toalhas e até chupeta

Biancão, um corintiano mais do que ‘roxo’

Carlos mostra boneco do Corinthians; muitos objetos são novos

Publicado em: 07 de setembro de 2023 às 20:43

Sérgio Fleury Moraes

 

Quem entra na casa de Carlos Alberto Biancão, 47, na rua José Zacura, se espanta com o fanatismo do corintiano de Santa Cruz do Rio Pardo. Claro que muitos torcedores guardam objetos com o escudo do time do coração, mas Biancão simplesmente exagera. Ele tem milhares de produtos que estão espalhados pela casa toda. É tanta coisa que ele não sabe ao certo onde estão alguns mais inusitados

São caixas e caixas em vários cômodos da casa onde mora com a mãe, Iracema Moretão. Dificilmente há um corintiano em Santa Cruz que coleciona tanta coisa do “timão”. Só de camisetas, por exemplo, Biancão calcula que tem mais de 300.

“Acho que eu gastei mais de R$ 50 mil comprando estas coisas”, diz, sem se arrepender do “investimento”. Ele só “deu uma pausa” nos últimos tempos porque fez uma cirurgia no pé e está impossibilitado de trabalhar. Mas, quando tinha salário, gastava de R$ 400 a R$ 600 a cada uma ou duas semanas.

 

Biancão em sua residência, onde há caixas de objetos em todos os cômodos

 

“Os camelôs e algumas lojas me conhecem. Eu passava sempre para perguntar por novidades. Quando tinha, levava para casa”, diz.

“Eu acho que já nasci corintiano”, garante Biancão. E não houve incentivo por parte de ninguém. “Comecei a acompanhar o time jogar e gostei. Tenho até hoje a primeira camiseta do Corinthians que comprei, ainda adolescente”, conta.

Andando pelos cômodos da casa, encontra-se jogos completos de copos, xícaras, chinelos, travesseiros, toalhas, jogos de dama, bonecos, champanhe e até uma chupeta, tudo com o logotipo do “timão”. Isto sem falar em chaveiros, cadernos e até um cooler térmico.

 

Biancão e alguns dos objetos temáticos do Corinthians; há milhares deles na casa, alguns encaixotados

 

Muitos itens são repetidos e quase todos estão em estado de novo. “Eu tenho dó de usar”, explica Biancão. Há exceções, claro, como o chinelo de dedo que Biancão usa no dia a dia. A coberta de dormir, aliás, também traz o escudo do time de futebol. “É gozado, mas eu não consigo dormir com outra coberta. Parece que me dá alergia. Precisa ser a do Corinthians”, garante.

Carlos Alberto acompanha todos os jogos do Corinthians, mas quando a disputa é muito emocionante, ele fecha os olhos e vai para um cantinho. “Não aguento. No último jogo, nem vi a cobrança dos pênaltis”, disse, referindo-se à classificação do time para a semifinal da Copa Sul-Americana, na vitória sobre o Estudiantes.

 “Na verdade, eu quero mais. Se tivesse dinheiro, reformava a casa com o escudo do Corinthians e comprava uma carreta cheia de produtos do meu time”, diz, exagerando.

Seu sonho é assistir a um jogo do Corinthians no estádio “Itaquerão”, a “Neo Química Arena”, que aos 47 anos ainda não conseguiu. “Uma vez a equipe de masters do Corinthians fez uma exibição em Santa Cruz, mas eu não tinha dinheiro para o ingresso. Foi triste”, contou.

 

O torcedor mostra parte das camisetas: ele tem mais de 300 delas

 

Mal sabe Carlos Alberto Biancão que seu sonho está prestes a ser realizado. Antes mesmo a publicação da reportagem, o presidente da “Fiel Santa Cruz”, a torcida organizada do Corinthians na cidade, foi informado do pedido de Biancão e garantiu que vai leva-lo assim que o grupo organizar uma caravana. “Ele não vai pagar nada”, disse Alvidino Cunha Júnior, o “Nagata”.

Quando isto acontecer, certamente será o dia mais feliz para Biancão. E, claro, ele deve voltar a Santa Cruz do Rio Pardo com mais bugigangas do Corinthians.

 

* Colaborou Toko Degaspari

SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Previsão do tempo para: Segunda

Céu limpo
28ºC máx
13ºC min

Durante todo o dia Céu limpo

COMPRA

R$ 5,57

VENDA

R$ 5,57

MÁXIMO

R$ 5,58

MÍNIMO

R$ 5,57

COMPRA

R$ 5,43

VENDA

R$ 5,75

MÁXIMO

R$ 5,63

MÍNIMO

R$ 5,57

COMPRA

R$ 6,06

VENDA

R$ 6,07

MÁXIMO

R$ 6,06

MÍNIMO

R$ 6,06
voltar ao topo

Voltar ao topo