SOCIEDADE

Médico alerta: remédios do 'kit covid' são indicados para outras doenças

Valdinei Garcia conversou com o DEBATE na semana passada

Médico alerta: remédios do 'kit covid' são indicados para outras doenças

O médico Valdinei Garcia (Foto: André Fleury)

Publicado em: 27 de março de 2021 às 05:57
Atualizado em: 30 de março de 2021 às 14:05

Sérgio Fleury Moraes

“Não existe nenhum estudo que comprove que estes medicamentos são eficazes no tratamento ou na prevenção de coronavírus. Cientificamente, não há nada que prove isto ou abone seu uso na forma de kit covid ou coisa do gênero”.

A declaração é do médico endocrinologista Valdinei Garcia, um dos mais conceituados de Santa Cruz do Rio Pardo.

As afirmações foram feitas na sexta-feira, 26, a pedido da reportagem. Segundo Valdinei, estas medicações continuam tendo um papel muito importante nas devidas prescrições para as quais são fabricadas.

“A cloroquina ou hidroxicloroquina é indicada para casos dermatológicos ou reumatológicos, enquanto a ivermectina age contra parasitoses e outras indicações”, explicou. “Mas nenhuma delas é indicada contra a covid”.

O grande problema, segundo o médico, é que as pessoas estão fazendo uso de várias doses sequencialmente. “Todo medicamento tem dose mínima e dose máxima. O uso incorreto e sem prescrição adequada e acompanhamento de um profissional médico traz riscos, como todo e qualquer medicamento. As pessoas precisam entender que doses acima do normal é muito arriscado para a saúde”, afirmou.

Valdinei disse que tanto a cloroquina como a ivermectina são remédios seguros nas doses corretas e para os fins para os quais são produzidos.

“O problema que estamos vendo são prescrições em doses muito altas e frequentes”, disse. Segundo ele, é o mesmo caso da vitamina-D, com muitas pessoas tomando doses altíssimas para supostamente ganhar um reforço de imunidade. “Isto realmente pode acarretar danos aos ossos, rins e outros órgãos”, advertiu.

O médico esclareceu que estas substâncias que integram o polêmico “kit covid” não têm indicações científicas para a profilaxia ou tratamento da covid. “Estes dados não estão amparados por estudos e muito menos pela Ciência. O que devemos ter é paciência e discutir com o seu médico qual a melhor alternativa para aquele momento e o tratamento eficaz”, disse.

Valdinei afirmou que, em meio ao desespero na pandemia, muitas pessoas recorrem às notícias de internet. “Com todo este sofrimento, a internet bombardeia as pessoas com notícias que acabam levando muitos a procurar uma alternativa terapêutica. Mas para a covid não existe nenhum tratamento eficaz”, explicou.

Para o médico, a vacina é a única alternativa comprovada para tentar evitar a infecção. “Além disso, é importante a profilaxia como lavar as mãos, usar máscara e álcool em gel. Por último, devemos evitar aglomerações e o contato com pessoas suspeitas. Infelizmente, este é o que temos hoje, pois não temos ainda nenhum medicamento capaz de combater este vírus. Talvez tenhamos no futuro”, disse.

A reportagem procurou também o médico Jonas Jovanolli, que é diretor clínico da Santa Casa de Misericórdia. No entanto, ele não respondeu ao questionamento até o fechamento desta edição. 

PUBLICIDADE

SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Previsão do tempo para: Sábado

Céu nublado com aguaceiros e tempestades
27ºC máx
19ºC min

Durante a primeira metade do dia Períodos nublados com aguaceiros e tempestades com tendência na segunda metade do dia para Céu encoberto com chuva moderada

COMPRA

R$ 5,59

VENDA

R$ 5,59

MÁXIMO

R$ 5,68

MÍNIMO

R$ 5,57

COMPRA

R$ 5,55

VENDA

R$ 5,89

MÁXIMO

R$ 5,82

MÍNIMO

R$ 5,72

COMPRA

R$ 6,69

VENDA

R$ 6,70

MÁXIMO

R$ 6,80

MÍNIMO

R$ 6,67

PUBLICIDADE

voltar ao topo

Voltar ao topo