ECONOMIA

Com mortes em alta, Diego não segue Doria

Santa Cruz atinge 78 mortos pela covid, prefeito faz apelos e decide não abrir restaurantes

Com mortes em alta, Diego não segue Doria

O prefeito Diego Singolani (PSD) (Foto: André Fleury)

Publicado em: 24 de abril de 2021 às 02:14
Atualizado em: 24 de abril de 2021 às 02:16

Sérgio Fleury Moraes

Com ar de desolação e inconformismo, o prefeito Diego Singolani (PSD) passou toda a semana apelando à população que “segure” seus filhos, impedindo-os de promoverem aglomerações e festas clandestinas. Foi mais um período triste para Santa Cruz do Rio Pardo, que atingiu na sexta-feira, 23, o número oficial de 78 mortos. Com esta situação, Diego resolveu não seguir o Plano São Paulo do governador João Doria, que liberou até cinema a partir de ontem.

“Em Santa Cruz do Rio Pardo permanecem vigentes as regras atuais do decreto municipal. Os números estão altos no município e vamos aguardar pelo menos por mais uma semana”, disse. Assim, restaurantes e lanchonetes permanecem funcionando apenas em sistema de delivery e drive-trhu, sendo proibido o atendimento presencial.

Segundo o prefeito, o afrouxamento das regras do Plano São Paulo possibilitam a reabertura destes estabelecimentos até 19h e com apenas 25% da capacidade autorizada. “Isto não atende os preceitos do comércio de Santa Cruz”, explicou Diego Singolani.

Nos boletins que costuma gravar diariamente sobre os números da pandemia em Santa Cruz, nos últimos dias o prefeito voltou a fazer apelos para se evitar aglomerações e, de forma emocionada, deixou claro que a doença está sem controle na cidade. Na véspera do feriado de 21 de abril, Diego lamentou que, a partir de agora, o pico da covid está nos óbitos, praticamente diários.

No período de apenas uma semana, morreram mais 14 pessoas no município, entre elas muitos jovens. “É uma cepa nova, uma modificação do vírus, e os pacientes estão chegando em estado grave — e morrendo rapidamente”, disse.

Diego lamentou atitudes grosseiras de jovens contra os fiscais da prefeitura que estão exercendo seus trabalhos para evitar aglomerações. “É esta classe de jovens e adolescentes que está aglomerando em loteamentos nos finais de semana, em canaviais e em todos os lugares, menos onde deveria estar: sob os cuidados dos pais e responsáveis”, desabafou.

“É devastador o que estamos vivendo. São famílias inteiras contaminadas que estão morrendo. Até quando pessoas inocentes vão precisar responder por atitudes daqueles que não estão preocupados com a saúde”, afirmou.

Emocionado, Diego lembrou a morte de uma servidora da saúde naquele dia, ainda jovem e que deu à luz havia pouco tempo. “A bebê ainda está na UTI neonatal”, lembrou o prefeito.

Na quinta-feira, 22, Diego fez outro anúncio aterrorizante: os pacientes intubados na UTI não estão voltando à vida. “Todos estão evoluindo para a morte, infelizmente”, disse.

Na sexta-feira, 23, o município atingiu 78 mortos pela covid-19. A Santa Casa tinha 43 pacientes internados, dos quais 13 na UTI — e todos intubados.

As notificações diárias mostram o avanço da pandemia. Das 98 notificações de sexta-feira, apenas 26 casos foram considerados negativos, enquanto 43 são positivos. Há 256 ainda aguardando resultados, mas, de acordo com o prefeito, a maioria deve apresentar exames positivos.

Quanto à reabertura de restaurantes e lanchonetes, Diego Singolani passou a tarde de sexta-feira refletindo sobre a decisão a tomar. Depois de uma reunião com o pessoal da secretaria de Saúde, o prefeito decidiu manter as regras de fechamento em Santa Cruz.

O grande problema, porém, será o comportamento dos prefeitos da região. É que muitos deverão adotar o procedimento do Plano São Paulo e autorizar a reabertura e isto fará com que jovens e adolescentes de Santa Cruz do Rio Pardo viagem até municípios da região. O risco é voltarem contaminados.

PUBLICIDADE

SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Previsão do tempo para: Quinta

Períodos nublados
22ºC máx
12ºC min

Durante todo o dia Céu limpo

COMPRA

R$ 5,05

VENDA

R$ 5,06

MÁXIMO

R$ 5,06

MÍNIMO

R$ 5,06

COMPRA

R$ 5,29

VENDA

R$ 5,62

MÁXIMO

R$ 5,46

MÍNIMO

R$ 5,46

COMPRA

R$ 6,07

VENDA

R$ 6,07

MÁXIMO

R$ 6,07

MÍNIMO

R$ 6,06

PUBLICIDADE

voltar ao topo

Voltar ao topo