POLÍTICA

Diego demite interventor e diz que empresa SDI voltou a operar

João Zarantonelli foi exonerado do cargo de interventor por causa do impasse com a SDi

Diego demite interventor e diz que empresa SDI voltou a operar

João Zarantonelli deixa o cargo de interventor da Santa Casa após a crise com a empresa SDI, que funciona dentro do hospital de Santa Cruz

Publicado em: 15 de dezembro de 2023 às 18:51
Atualizado em: 15 de dezembro de 2023 às 19:02

O prefeito Diego Singolani demitiu o interventor da Santa Casa de Misericórdia após a crise financeira com a empresa “SDI – Serviço de Diagnóstico por Imagem”, que chegou a interromper os exames de radiologia pelo SUS. João Carlos Zarantonelli será exonerado nove meses após ser nomeado interventor.

Não há ainda um substituto. As funções de João devem ser exercidas provisoriamente pela enfermeira Rosângela Alvim, que é a administradora da Santa Casa, até a nomeação de um novo interventor.

Diego disse que os repasses financeiros do município para o hospital estão rigorosamente em dia. Ele explicou que só soube do problema com a SDI quando o caso veio à tona, na terça-feira, 12. “Havia dinheiro em caixa, mesmo que fosse para um pagamento parcial. Não sei o motivo que isto não foi feito”, reclamou o prefeito. Os pagamentos dos exames radiológicos são de responsabilidade da Santa Casa.

Ele disse que resolveu exonerar João Zarantonelli porque percebeu que não há condições de uma única pessoa ser presidente da Codesan e, ao mesmo tempo, interventor do hospital. Este modelo vinha sendo empregado desde a administração de Otacílio Parras, quando Maurício Salemme foi interventor da Santa Casa e presidente da Codesan. No governo de Diego Singolani, Fernando Rampazo também acumulou os cargos de interventor e secretário de Administração.

“O João está estressado demais”, avaliou o prefeito. Segundo ele, o interventor estava tendo problemas de relacionamento com outros funcionários da Santa Casa, inclusive com reclamações sobre supostas ofensas.

Diego explicou que a dívida com o SDI é expressiva em valores porque há um grande volume de exames radiológicos pelo sistema SUS e convênios. Em determinados meses, por exemplo, o valor em pagamentos à empresa ultrapassa R$ 400 mil.

O prefeito disse que ficou sabendo pela internet que João Zarantonelli também está disposto a pedir exoneração da Codesan. “Não vou segurar”, disse.

Zarantonelli disse que se sentiu “humilhado” com informações que considera mentirosas. “O prefeito sabia da dívida com o SDI. Eu estava aguardando o repasse financeiro das cirurgias eletivas para efetuar o pagamento, mas este dinheiro não chegou”, disse.

O presidente da Codesan disse que foi a segunda vez em que sofreu o que chama de “humilhação”. A primeira, segundo ele, custou o cargo de secretário de Finanças. O fato ocorreu em janeiro, quando Zarantonelli se envolveu numa discussão com uma contribuinte sobre a devolução de um valor de honorário advocatício cobrado duas vezes. Irritado, ele pagou os R$ 100 do próprio bolso e a contribuinte se sentiu ofendida, lavrando um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil.

Porém, antes de perder o cargo de secretário de Finanças, Zarantonelli também se envolveu numa polêmica durante uma reunião informal sobre monitoramento na Câmara de Vereadores. Ele interrompeu a reunião com murros na mesa e quase saiu aos tapas com o vereador Juninho Souza.

 

Leia mais:

Crise financeira entre Santa Casa e empresa de
diagnóstico por imagens paralisa exames do SUS

PUBLICIDADE

SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Previsão do tempo para: Terça

Períodos nublados
30ºC máx
17ºC min

Durante todo o dia Céu limpo

COMPRA

R$ 5,39

VENDA

R$ 5,39

MÁXIMO

R$ 5,39

MÍNIMO

R$ 5,39

COMPRA

R$ 5,26

VENDA

R$ 5,58

MÁXIMO

R$ 5,42

MÍNIMO

R$ 5,42

COMPRA

R$ 5,80

VENDA

R$ 5,85

MÁXIMO

R$ 5,83

MÍNIMO

R$ 5,79

PUBLICIDADE

voltar ao topo

Voltar ao topo