POLÍTICA

PL ‘racha’ e vai apoiar Otacílio Parras nas eleições

Deputado Ricardo Madalena (PL) segue decisão do partido e também deve apoiar ex-prefeito nas eleições de outubro deste ano

PL ‘racha’ e vai apoiar Otacílio Parras nas eleições

Acima, Otacílio durante as eleições de 2012, quando foi candidato pelo PT; hoje, quer liderar um grupo de direita em Santa Cruz

Publicado em: 16 de janeiro de 2024 às 18:44

O PL de Santa Cruz do Rio Pardo decidiu apoiar o ex-prefeito Otacílio Parras (PSB) como candidato a prefeito nas eleições de outubro. O partido já sinalizava esta possibilidade quando o próprio Otacílio lançou o vereador Milton de Lima (PL) como candidato a vice em sua chapa, num anúncio feito em abril do ano passado. A antecipação provocou uma crise no PL, uma vez que o partido não havia sido consultado pelo ex-prefeito.

Agora, coube ao deputado Ricardo Madalena informar ao prefeito Diego Singolani (PSD), adversário de Otacílio nas eleições de outubro, a decisão definitiva do partido. A conversa entre os dois aconteceu na semana passada e, segundo consta, foi amistosa. Diego sempre deu visibilidade ao apoio que a administração atual recebe do deputado e esperava o apoio de Madalena, mesmo sem muita convicção.

O fato de o PL decidir apoiar Otacílio provocou um “racha” na legenda, que deve provocar a saída de vários filiados. Um deles é o líder do governo na Câmara, o vereador Adilson Simão, que já anunciou que vai buscar um novo partido a partir de abril, quando haverá a “janela partidária” que autoriza a troca de legenda para quem detém mandato eletivo.

O secretário das Pessoas com Deficiência, Domingos do Carmo, também vai deixar o PL. Outros filiados devem seguir o mesmo caminho, uma vez que apoiam Diego Singolani como candidato nas eleições deste ano.

Apesar do assunto estar praticamente decidido, o deputado Ricardo Madalena afirmou no início da semana que o acordo com Otacílio não está totalmente fechado. “É ainda uma construção e não está confirmada. Ainda vamos discutir com os filiados e uma decisão definitiva só deve sair em abril”, disse.

 

Ricardo Madalena, que foi líder do PL na Alesp, junto com Otacílio Parras

 

O deputado, porém, não escondeu que a decisão mais provável é o apoio ao ex-prefeito, inclusive de sua parte. “Não posso ser ingrato pelo fato de o Otacílio ter me apoiado maciçamente na minha primeira eleição em 2014, quando fui eleito deputado estadual. Além disso, pesa muito o fato de ele ser meu primo, meu parente”, afirmou Madalena.

“Estas coisas devem ser ponderadas e colocadas na balança. Mas é óbvio que respeito, sou amigo e muito grato ao prefeito Diego. Portanto, vamos aguardar mais algumas conversas”, afirmou o deputado. Ele admite, entretanto, que o ex-prefeito Otacílio não se empenhou tanto na campanha de Ricardo para a reeleição em 2022. “O fato é que não posso menosprezar que nas outras duas ele vestiu minha camisa”, avaliou.

Ricardo confirmou, aliás, que Otacílio Parras teria “disposição e vontade” de se filiar ao PL para disputar as eleições de outubro.

Na realidade, Otacílio procura construir um grupo ideologicamente à direita, depois de navegar muitos anos pelo espectro da esquerda. Vereador por um único mandato nos anos 1980 pelo PMDB, Otacílio nunca deixou a política mesmo sem um cargo eletivo. Foi coordenador e tesoureiro de várias campanhas eleitorais e, anos depois, se filiou ao PT de Lula e se tornou um dos principais expoentes do partido em Santa Cruz do Rio Pardo.

Disputou duas eleições pelo Partido dos Trabalhadores. Perdeu em 2004 para o então prefeito Adilson Mira e depois foi derrotado pela ex-prefeita Maura Macieirinha em 2008. Mas em 2012, ainda pelo PT, derrotou Maura que tentava a reeleição e finalmente foi eleito prefeito da cidade. Aproveitou os governos petistas para alavancar sua administração com verbas federais.

Quando o PT se enfraqueceu, no bojo dos escândalos do “mensalão” e “petrolão”, que culminaram com o impeachment de a presidente Dilma Rousseff, Otacílio Parras deixou o partido e se filiou ao PSB do então vice-governador Márcio França, a quem apoiou ostensivamente a partir de então. Foi reeleito prefeito em 2016 pelo PSB.

Otacílio, enfim, se manteve no espectro político da esquerda, situação que começou a mudar em 2018, quando não conseguiu mais esconder uma simpatia pela candidatura presidencial de Jair Bolsonaro. Mesmo fora da prefeitura, ele apoiou publicamente a reeleição de Bolsonaro em 2022.

Esta guinada ideológica não surpreende quem conhece Otacílio de perto. Afinal, o ex-prefeito sempre esteve ao lado da “onda” política mais forte entre todas aquelas que surgiram no País nos últimos anos. Foi do poderoso PMDB e surfou nos anos do PT para, na véspera de disputar sua sexta eleição, se posicionar como um dos líderes da direita em Santa Cruz do Rio Pardo.

SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Previsão do tempo para: Segunda

Céu limpo
28ºC máx
13ºC min

Durante todo o dia Céu limpo

COMPRA

R$ 5,57

VENDA

R$ 5,57

MÁXIMO

R$ 5,58

MÍNIMO

R$ 5,57

COMPRA

R$ 5,43

VENDA

R$ 5,75

MÁXIMO

R$ 5,63

MÍNIMO

R$ 5,57

COMPRA

R$ 6,06

VENDA

R$ 6,07

MÁXIMO

R$ 6,06

MÍNIMO

R$ 6,06
voltar ao topo

Voltar ao topo