Arquivo: o DEBATE na história

A edição do jornal de 8 de novembro de 1987 anuncia que a Câmara mudava o horário de funcionamento das agências bancárias, das 9h às 16h. A medida, porém, não vingou porque este horário é regido pelo Banco Central. A mesma edição denuncia um estranho caso que movimentaria a política e o Judiciário durante anos: o desaparecimento de Cz$ 1,6 milhão da conta bancária da massa falida da antiga Erisoja. O dinheiro era fruto da venda de prédios e maquinários da antiga fábrica de óleo e foi sacado através de um alvará judicial irregular. Ainda na capa, a edição mostrava a situação precária da avenida Pedro Camarinha, cujos paralelepípedos estavam irregulares e soltos, podendo provocar acidentes. Na região, destaque para a volta do ensino profissionalizante em Ipaussu, que estava desativado na escola “Pedro Leme Brisolla”.

  • Publicado na edição impressa de 28/07/2019
Sobre Sergio Fleury 4577 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate