Arquivo: o DEBATE na história

A edição de 12 de dezembro de 1982 noticia que a Câmara Municipal cedeu às pressões populares e resolveu reduzir o salário do prefeito. Até então, Aniceto Gonçalves vinha recebendo 33 salários mínimos, cujo valor era alvo de críticas do jornal e da oposição. Acontece que o prefeito eleito, Onofre Rosa de Oliveira, não concordou e ajuizou ação na Justiça logo que tomou posse, alegando que os vereadores reduziram o salário porque já sabiam que ele seria o próximo prefeito. E ganhou. Já o vice-prefeito eleito, Clóvis Guimarães Teixeira Coelho, se recusou a receber salários e pediu aos vereadores para retirar do novo projeto os subsídios do vice. Em Caporanga, ainda sob o efeito da vitória onofrista nas urnas no mês anterior (a eleição era realizada no dia 15 de novembro e a posse dos eleitos somente em março do ano seguinte), o ex-vereador Aníbal Sales promoveu uma grande festa dias antes, reunindo todas as lideranças do partido vitorioso nas urnas, o PMDB.

  • Publicado na edição impressa de 25/08/2019
Sobre Sergio Fleury 4589 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate