Arquivo: o DEBATE na história

O ano era 1986. Com preços congelados e consumo em alta após o “Plano Cruzado”, em julho o jornal mostra em reportagem que o advogado Walter Rosa de Oliveira, chefe de gabinete da prefeitura no governo de seu pai Onofre Rosa, também era funcionário da Assembleia Legislativa, no gabinete do deputado Luiz Carlos Santos. O “furo” do jornal teve repercussão estadual e a “Folha de S. Paulo” citou o jornal, além de descobrir outros casos de duplo emprego. Outra reportagem noticiou o “boom” no mercado imobiliário, com o lançamento de projetos para construção de edifícios comerciais e residenciais. Nem todos, porém, vingaram. Na Câmara, o vereador Antonio Zanette, o “Batatão”, criticou a administração pela compra de grande quantidade de aguardente e até vestido de noiva, segundo denúncia feita pelo jornal.

  • Publicado na edição impressa de 22/03/2020
Sobre Sergio Fleury 5792 Artigos
Proprietário e Editor do Jornal Debate