Beto Magnani: ‘O tacho’

O tacho

 

Beto Magnani

— Eu gostava mesmo era de ser o Rapa-tacho.

— Isso é que é gostar de Paçoca!

— Depois que fui promovido nunca mais pude rapar um tacho.

— Tá reclamando da promoção?

— Me colocaram na embalagem. Lá só da pra comer as que vêm quebradas na esteira. E escondido! Porque a ordem é descartar nas bandejas pra eles calcularem depois.

— E você come?

— Como. Preferia os bons tempos de resto do tacho. Cremoso! Mas como não dá mais, me contento em comer as quebradas sem dó!

— Eles não percebem?

— Não.

— Cuidado pra não ser despedido por pouca coisa.

— E desde quando uma Paçoca é pouca coisa?!

— Pelo visto você trabalha mesmo no que mais gosta. Impressionante!

— Sou apaixonado. Desde criança. Meu tio foi o primeiro Rapa-tacho.

— Seu tio Zeca?

— Não, o tio Oswaldo.

— Claro, só poderia ser ele! Outro que sempre foi viciado em Paçoca!

— Comecei ajudando o tio Oswaldo!

— Ele deve ter ficado orgulhoso por você ter seguido o mesmo caminho.

— Eu ia quase todo dia com ele. Hoje tá diferente. Não entra mais ninguém além dos funcionários. Tem que ter crachá. O negócio tá chique no último!

— Parabéns!

— Que isso? Sou só um privilegiado. Consegui realizar um sonho de criança. Corri atrás e cheguei lá.

— É isso aí!

— Tem que correr atrás véio! Não correr atrás de sonho é pior que não sonhar.

— E tem gente que não sonha?

— Pior é que tem! Mas esses são os que acabam sendo só ajudantes.

— Ajudantes?

— Ué, pra fazer as coisas precisa de ajudantes. Concorda comigo?

— Faz sentido.

— O desejo é o que faz sentido!

— O quê?

— Meu tio falava isso.

— O Zeca?

— Não, o Rapa-tacho! O tio Oswaldo.

— Rapa-tacho e poeta.

— Bota poeta nisso! Mais poeta do que Rapa-tacho!

— Ah sim, claro. Porque o melhor Rapa-tacho sempre foi e será você!

— Com certeza!

Eu tinha entrado para comprar uma Cocada e ouvi a conversa. Acabei trocando por uma Paçoca, não resisti. Abri a embalagem assim que saí do bar. Veio quebrada. Comi. (Magú)

 

  • Publicado na edição impressa de 18 de outubro de 2020