CULTURA

Francis Pignatti: "O quão positivo foi o seu ano?"

Francis Pignatti:

Quinta, 07 de janeiro de 2021

O quão positivo

foi o seu ano?

Francis Pignatti do Nascimento *

O ano de 2020 foi marcado por incertezas e reviravoltas (Covid-19). Os impactos da pandemia trouxeram consequências diretas na vida dos brasileiros como a alta de preços dos alimentos, desemprego recorde, perda de renda, dificuldades para manter os negócios em funcionamento. Mas poderia ser pior, se não houvesse a injeção de recursos do Auxílio Emergencial, benefício que tem sido a única fonte de renda para milhares de brasileiros. Ainda há muitas incertezas sobre a doença. Sabemos também que esta pandemia provocada pelo novo Corona Vírus já vitimou centenas de milhares de pessoas no planeta. Além de causar um colapso de saúde de vários países e crise econômica.

Chegamos ao fim de mais um ano e nos deparamos com aquele momento de avaliarmos tudo o que fizemos, os sonhos que concretizamos, as pessoas que nos tornamos. Entre altos e baixos, vitórias e adversidades, alegrias e frustrações, o que importa mesmo é olhar para você. Eu aprendi? Eu sou melhor? Não se trata de valores econômicos! O que estou falando com você é do seu crescimento como pessoa humana. Costumo sempre utilizar as palavras da especial Cora Coralina “Pois bondade também se aprende”. Não é estranho que estejamos mais vulneráveis às angústias e ao medo.

O mundo exige um trabalho coletivo para enfrentar esta pandemia que a todos assusta. Na guerra, temos dois caminhos pessoais que determinam o coletivo: nos tornarmos melhores do que somos ou nos tornarmos piores do que somos. Esta é a guerra permanente que cada um trava hoje atrás da sua porta. Ainda não é possível predizer quando haverá uma vacina realmente eficaz. Como ficará aquele aperto de mãos? E os abraços? Ao que tudo indica e esperamos, no ano que vem, as coisas estarão no mínimo mais controladas e então 2020 será lembrado como o ano do coronavírus. Ser solidário pode ser a maior lição do Coronavírus.

A bondade é um sentimento que podemos e devemos cultivar com atitudes diárias. Ser bom não é sinônimo de ser idiota. É possível melhorar as vias de comunicação, ser mais compreensivo e trazer coisas boas à vida de todos. Pequenos gestos dão lição de solidariedade no Brasil. Todos estamos passando por alguma dificuldade neste momento. Não podemos perder a união entre todos. Podemos tirar grandes lições com a pandemia do Coronavírus. Tento ser positivo e acreditar que após a pandemia seremos mais fortes como pessoas e melhores como seres humanos. Todos os aplausos aos profissionais da saúde (médicos, enfermeiros, técnicos e pesquisadores) que deixam de lado o medo e a insegurança para enfrentar a doença que já matou milhares de pessoas no mundo. “Parabéns aos verdadeiros Guerreiros da Saúde”.

* Francis Pignatti é Tabelião de Notas e Oficial do Registro Civil das Pessoas Naturais de Ribeirão do Sul e Salto Grande-SP, Mestre e Doutorando em Ciência Jurídica pela UENP de Jacarezinho-PR



  • Publicado na edição impressa de 25 de dezembro de 2020


SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Previsão do tempo para: Quarta

Céu nublado com aguaceiros e tempestades
29ºC máx
20ºC min

Durante a primeira metade do dia Períodos nublados com chuva fraca com tendência na segunda metade do dia para Períodos nublados com aguaceiros e tempestades

COMPRA

R$ 5,68

VENDA

R$ 5,68

MÁXIMO

R$ 5,73

MÍNIMO

R$ 5,64

COMPRA

R$ 5,63

VENDA

R$ 5,97

MÁXIMO

R$ 5,87

MÍNIMO

R$ 5,74

COMPRA

R$ 6,85

VENDA

R$ 6,86

MÁXIMO

R$ 6,87

MÍNIMO

R$ 6,85
voltar ao topo

Voltar ao topo