REGIONAL

Ipaussu começa a retirada das capivaras do lago

Animais estão sendo isolados numa área cercada próxima do lago, onde ficarão para sempre

Ipaussu começa a retirada das capivaras do lago

O prefeito Sergio Guidio (PSDB)

Publicado em: 13 de março de 2021 às 04:44
Atualizado em: 29 de março de 2021 às 15:49

Sérgio Fleury Moraes

A prefeitura de Ipaussu iniciou a retirada das capivaras do lago municipal, no centro da cidade, transferindo os animais para uma outra área que foi cercada. Segundo o prefeito Sérgio Guidio (PSDB), haverá nova avaliação das capivaras e aquelas que não revelarem resquícios da bactéria que transmite a febre maculosa serão abatidas.

Ipaussu chegou a ter quase um surto de febre maculosa a partir de 2019, quando quatro pessoas morreram vítimas de febre maculosa, sendo duas crianças. O prefeito defendeu a retirada dos animais do lago, onde eram uma das atrações turísticas, mas teve problemas com autoridades estaduais do Meio Ambiente.

A cidade promoveu até uma passeata contra as capivaras, tendo o prefeito à frente. A Câmara de Ipaussu realizou pelo menos duas audiências públicas para debater o problema e a maioria da população começou a defender o fim da presença dos animais no lago. Um dos vereadores perdeu um filho de febre maculosa.

A retirada, segundo o prefeito, está sendo feito de forma lenta porque as capivaras estão sendo atraídas pela cana-de-açúcar. O prefeito disse que o manejo não precisou de autorização estadual porque é justamente o local em que os animais viviam antes de se fixarem no lago.

A população das capivaras chegou a atingir 80 animais e mais de 50 já foram retiradas. Assim que todas forem capturadas no local cercado, o prefeito vai pedir autorização para providenciar uma nova sorologia. “Aquelas que já tiveram a bactéria serão castradas e medicadas. As outras que não tiverem sinais da bactéria deverão sofrer eutanásia, já que podem ser contaminadas e continuar a transmitir a doença”, explicou.

As capivaras que permanecerem vão continuam no espaço cercado, saindo definitivamente do lago. Segundo o prefeito Sergio Guidio, o espaço é de aproximadamente sete mil metros e possui até um pequeno ribeirão. “Haverá água para elas se banharem e alimentos”, afirmou.

Após a retirada total das capivaras do lago municipal, o local ainda deve continuar com restrições ao público porque ainda será necessário exterminar todos os carrapatos. “Ainda há carrapatos contaminados na área”, advertiu.

O lago de Ipaussu sofreu um outro problema há alguns meses, quando foi identificada a morte de vários peixes. Segundo o prefeito Sergio Guidio, a mortandade foi provocada por falta de oxigenação. O lago ficou assoreado após a proibição da pesca e a solução será esvaziá-lo e providenciar uma limpeza completa. Quando isto for feito, a administração poderá doar os peixes para a população ou mesmo para algum pesqueiro. 

As capivaras estão sendo retiradas definitivamente do lago de Ipaussu, numa operação coordenada pelo prefeito Guidio 

 

PUBLICIDADE

SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Previsão do tempo para: Sábado

Céu nublado com aguaceiros e tempestades
27ºC máx
19ºC min

Durante a primeira metade do dia Períodos nublados com aguaceiros e tempestades com tendência na segunda metade do dia para Céu encoberto com chuva moderada

COMPRA

R$ 5,59

VENDA

R$ 5,59

MÁXIMO

R$ 5,68

MÍNIMO

R$ 5,57

COMPRA

R$ 5,55

VENDA

R$ 5,89

MÁXIMO

R$ 5,82

MÍNIMO

R$ 5,72

COMPRA

R$ 6,69

VENDA

R$ 6,70

MÁXIMO

R$ 6,80

MÍNIMO

R$ 6,67

PUBLICIDADE

voltar ao topo

Voltar ao topo