REGIONAL

Sem debate público, Câmara aprova privatização da coleta sob crítica da oposição e de servidores da autarquia

Em sessão tumultuada, dezenas de coletores protestaram em frente ao plenário

Sem debate público, Câmara aprova privatização da coleta sob crítica da oposição e de servidores da autarquia

Em sessão tumultuada, dezenas de servidores da SAE protestaram contra o projeto (Bernardo Felipe Seixas / Jornal Biz)

Publicado em: 20 de dezembro de 2021 às 19:58
Atualizado em: 23 de dezembro de 2021 às 19:38

André Fleury Moraes

A Câmara de Ourinhos revogou nesta segunda-feira, 20, a outorga do governo à SAE (Superintendência de Água e Esgoto) para a coleta de lixo.

O projeto foi enviado pelo prefeito Lucas Pocay (PSD), que defende o retorno da responsabilidade sobre lixo e limpeza pública para a prefeitura. Ele diz que a medida é do interesse da própria SAE.

Na sessão de hoje, no entanto, pelo menos 20 coletores da autarquia foram à Câmara em protesto e aglomeraram em frente ao plenário quando a aprovação foi anunciada. Um deles, nervoso, chegou a ser retirado da Câmara por policiais que acompanharam a sessão.

Os únicos a se pronunciarem sobre o projeto foram os vereadores Cícero Investigador (Republicanos), Roberta Stopa (PT) e Guilherme Gonçalves (Podemos).

A vereadora Roberta Stopa (PT) ao lado do parlamentar Guilherme Gonçalves (Podemos)

Guilherme, que já foi coletor de lixo, disse ver com tristeza o fim das dezenas de empregos responsáveis pela limpeza pública de Ourinhos.

Para ele, “o prefeito não teve a hombridade de chamar os quase 55 coletores da SAE para discutir o projeto”.

O argumento de Pocay é de que a arrecadação da autarquia vem apresentando queda, principalmente em face da inadimplência provocada pela pandemia.

Segundo Pocay, somente no ano passado a direção de resíduos sólidos da SAE apresentou déficit de quase R$ 3 milhões.

Ele também ressalta a necessidade de investimentos para construção de um novo aterro sanitário e renovação da frota de caminhões compactadores, daí, segundo o prefeito, a necessidade de retomar a outorga dos serviços de lixo e limpeza pública da SAE.

Como autarquia, porém, a SAE pode receber aportes financeiros do município mediante autorização da Câmara. Há poucos meses, aliás, ele obteve aval da Câmara para contrair um empréstimo de R$ 19 milhões.

Roberta Stopa também criticou o futuro incerto que os coletores devem enfrentar a partir de agora. “Será em um cargo equivalente?”, questionou. Para ela, “o serviço de coleta de lixo em Ourinhos é nosso” e a população deveria participar deste debate.

PUBLICIDADE

SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Previsão do tempo para: Quinta

Períodos nublados
32ºC máx
19ºC min

Durante todo o dia Céu limpo

COMPRA

R$ 5,44

VENDA

R$ 5,44

MÁXIMO

R$ 5,44

MÍNIMO

R$ 5,44

COMPRA

R$ 5,44

VENDA

R$ 5,77

MÁXIMO

R$ 5,61

MÍNIMO

R$ 5,61

COMPRA

R$ 6,17

VENDA

R$ 6,18

MÁXIMO

R$ 6,18

MÍNIMO

R$ 6,17

PUBLICIDADE

voltar ao topo

Voltar ao topo